Últimas notícias

Secretária do Meio ambiente do RS apresentou ações sobre mudanças climáticas em Seminário promovido pelo Centro Brasil no Clima

Por Bárbara Corrêa, edição de Vanessa Trindade. Foto: Bárbara Corrêa

Artur apresentou as iniciativas do Rio Grande do Sul para a mitigação dos gases de efeito estufa (GEE).

Na tarde de (29/09) o secretário do Meio Ambiente e Infraestrutura, Artur Lemos Júnior, participou do seminário Inovações pelo Clima: estratégias estaduais para a construção do Brasil Carbono Neutro, promovido pelo Centro Brasil no Clima (CBC). Juntamente com representantes de outros três estados, Artur apresentou as iniciativas do Rio Grande do Sul para a mitigação dos gases de efeito estufa (GEE) e as contribuições de uma construção coletiva para o Brasil se tornar um país Carbono Neutro até 2060, com base na Proposta Inicial de Implementação da Contribuição Nacionalmente Determinada (NDC).

O secretário iniciou a apresentação com o Mapa Estratégico do governo gaúcho, em que uma das prioridades avançar como estado sustentável, sem abrir mão da competitividade. Conforme Artur, desde a união das pastas de Meio Ambiente e Infraestrutura, o RS busca o diálogo com equilíbrio para o desenvolvimento e a preservação ambiental.

Assim como no restante do Brasil, o RS sentiu os efeitos das mudanças climáticas em 2020, com eventos marcantes como períodos de estiagem, ciclone bomba e o risco da chegada de uma nuvem de gafanhotos.

“Não somos um estado separado de uma realidade, nossas ações têm efeito em escala global. Precisamos nos adaptar e estarmos prontos para a mudança”, destacou Artur.

O caminho adotado pela gestão para atingir a sustentabilidade está baseado em leis, programas e projetos. Nesse sentido, Artur citou a modernização do Código Ambiental, a atualização da Política Estadual do Biometano e do Sistema Estadual de Recursos Hídricos. Além disso, mencionou o Grupo de Trabalho (GT) criado com integrantes da Sema e da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) para atuar na agenda climática, o Plano de Revitalização de Bacias, o Programa Campos do Sul, a modernização dos sistemas de licenciamento e de outorga de água.

Outros estados parceiros do CBC, como Pernambuco, Amazonas e Mato Grosso também apresentaram suas realidades. Já representantes de Santa Catarina, Rondônia, Alagoas, Goiás, Rio Grande do Norte, Ceará, Distrito Federal, Bahia, São Paulo, Rio de Janeiro, Amazonas, Minas Gerais, Paraná, Espírito Santo e Piauí acompanharam o evento.

O CBC é uma entidade que atua na construção de estratégias do clima e está diretamente envolvido em discussões nacionais e internacionais da economia descarbonizadora – com redução da emissão de gás carbônico -, além de atuar em parceria com a União Europeia em ações com Organizações Não Governamentais (ONGs) do país e de fora. O Seminário completo pode ser conferido aqui .

Crédito:
SEMA RS