Museu floresta completa 90 anos com publicação comemorativa

Imagem: Divulgação | Associando ciência, história e arte, unidade é espaço de contemplação e de educação ambiental

O Museu Florestal “Octávio Vecchi”, localizado no Parque Estadual Alberto Löfgren (Horto Florestal), na Zona Norte da capital paulista, completa, nesta quinta-feira (30), 90 anos de história dedicados ao conhecimento e à preservação da natureza. Em comemoração, o espaço lança uma publicação comemorativa com curiosidades e informações sobre sua trajetória.

Entre os fatos descritos na revista digital está o adiamento da inauguração, que ocorreria em 21 de setembro de 1931 (Dia da Árvore). No entanto, em virtude da forte chuva que caiu na ocasião, a abertura oficial aconteceu no dia 30 daquele mesmo ano.

O acervo da instituição é composto por um diverso mostruário de madeiras entalhadas, sementes, peças de escolas de xilografia, de charão (laca japonesa), marcenaria, marchetaria, aquarelas, um grande painel a óleo que ilustra a história de São Paulo, de autoria de Helios Seelinger.

No local também é possível conferir uma pintura de espécies nativas realizada por Antonio Paim Vieira, além de vitrais executados pela Casa Conrado, o primeiro ateliê de vitrais do país, além de outras obras.

EDIFÍCIO HISTÓRICO

O projeto do Museu Florestal foi desenvolvido no fim da década de 1920 pelo, então, diretor do Serviço Florestal, Octávio Vecchi. O edifício foi construído entre 1928 e 1930. O espaço foi projetado especificamente para receber o acervo, bem como laboratórios de pesquisa que funcionaram no piso inferior entre as décadas de 1930 e 1960.

O espaço, reaberto à visitação após o período de restrições em razão do combate à pandemia da Covid-19, abrigou laboratório de meteorologia, de fotografia, herbário e xiloteca.

SERVIÇO

Funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h (com intervalo de almoço entre 12h às 13h). Aos fins de semana, feriados e pontos facultativos, agendamento pelo telefone (11) 2231-8555 (ramal 2053) ou pelo e-mail museuflorestal@sp.gov.br

Todo o serviço é auto gerenciável, intuitivo e de fácil usabilidade.

Por meio de um aplicativo – disponível para Android e iOS -, os usuários localizam o equipamento Rôgga/GoMoov no mapa, destravam o veículo e fazem o pagamento do aluguel via cartão de crédito. O valor é R$ 0,50 por minuto, com mínimo inicial de seis minutos (R$ 3,00).

Dentro da área de atuação definida pela startup, os usuários poderão encontrar os equipamentos visualizando o mapa no aplicativo. O Parking Zone – termo utilizado para os locais de “estacionamento virtual”, onde é possível pegar o veículo e encerrar a corrida após o uso – estará disponível na cidade. Um deles será na Central de Vendas da Rôgga, no centro de Balneário Piçarras.

INVESTIMENTO EM INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE

O presidente da Rôgga Empreendimentos, Vilson Buss, lembra que a construtora investe há anos nestes municípios e sempre teve a inovação e a sustentabilidade como premissas em seus projetos residenciais.

“Para nós, o conceito de morar bem envolve qualidade de vida, o que está diretamente ligado à preocupação com o meio ambiente, geração de emprego, renda e mobilidade urbana. É por isso que decidimos investir em um projeto com essa pegada ESG (environmental, social e governance)”, diz.

Crédito:
Imprensa | Secretária de Infraestrutura e Meio ambiente de São Paulo

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL



Sobre Ambiental Mercantil Notícias 1497 Artigos
AMBIENTAL MERCANTIL NOTÍCIAS é um canal que promove o meio ambiente, através da promoção de tecnologias ambientais e inovações, produtos e serviços de sustentabilidade, nacionais e internacionais.