Últimas notícias

Prêmio Jovem da Água de Estocolmo 2020: conheça os finalistas da etapa brasileira

O Prêmio Jovem da Água de Estocolmo – Etapa Brasil divulgou, no dia 8 de maio, os cinco projetos finalistas da edição 2020 da premiação, que é realizada pela ABES e pelo programa Jovens Profissionais do Saneamento da entidade (JPS). 

Confira a lista dos trabalhos selecionados:

Marcos Vinícius Caetano e Victória Cavalcante Sousa, com o trabalho: “Desenvolvimento de micropartículas magnéticas associadas à quitosana reticulada para recuperação de íons Ni2 + de efluentes industriais. O projeto apresenta uma solução para a recuperação de Níquel no processo de descarte de efluentes industriais! A ideia de fazer essa recuperação é pensando na evolução da extração desse metal da natureza por conta da alta produção de veículos elétricos para os próximos anos.
Trabalho que visa qualidade dos efluentes lançados na natureza e conservação do meio ambiente.

Kauany Melissa Neves da Silva e Gabriela Beatriz Lima Santos, com o trabalho: “Tratamento de Água de Baixo custo para comunidades tradicionais”, que apresenta uma solução para o acesso à água potável para áreas que sofrem com ausência de saneamento básico. A proposta é simples e inclusiva, fazendo com que comunidades mais carentes tenham água limpa e de boa qualidade para consumo, utilizando materiais existentes na própria localidade e com recurso de energia renovável (energia solar) o que faz o processo ser de baixo custo!!
Trabalho que visa qualidade de vida e saúde pública!

Rafaela Marques Celestino e Tassiany Schatz da Silva, com o trabalho “Redução da toxidade de efluentes de curtumes até às condições de água potável”, que apresenta uma solução para o tratamento de água efluente dos processos de produção de peles e couro conhecidos por curtume. A ideia é que o tratamento seja eficiente e econômico. Para o processo foi testado o uso de escamas de tilápias para a descontaminação e tratamento dos efluentes tóxicos oriundos do curtume!!
Trabalho que visa qualidade das águas e preservação ambiental!

Letícia Ribeiro Bernardes Casado, com o trabalho “Avaliação fitotoxicológica dos sedimentos de reservatório Rio Grande pertencente ao Complexo Billings, São Paulo -SP”, que avalia se há alguma reação tóxica que prejudica o crescimento de sementes de pepino e mostarda em amostras de água coletada no reservatório Rio Grande do complexo Billings. Destaque para a importância do monitoramento na construção de dados para tomada de decisão pelos órgãos competentes.
Trabalho que visa qualidade das águas e preservação ambiental.

Daniel Victor Santos Silva e Iago Martins Felipe, com o trabalho “Atividade biofloculante da pectina extraída da casca da laranja -pera (Citrus sinensis (L.) Osbeck para tratamento de Efluentes líquidos”, que buscou apresentar uma alternativa no processo de tratamento de água em estações de tratamento. A alternativa foi estudada com o uso de pectina extraída da casca da laranja-pera, onde os resultados foram positivos no processo de floculação e geração de subprodutos biodegradáveis. Trabalho que visa qualidade das águas e preservação ambiental.

Parabéns aos finalistas!

Para mais informações sobre a próxima fase, acesse aqui.

Crédito:
ABES DN