Logística reversa no Brasil: os impactos na geração de trabalho e na redução da emissão de gases do efeito estufa

softelec
Foto: Divulgação | Logística reversa no Brasil: os impactos na geração de trabalho e na redução da emissão de gases do efeito estufa
Foto: Divulgação | Logística reversa no Brasil: os impactos na geração de trabalho e na redução da emissão de gases do efeito estufa

Imagem: Divulgação | Com o amadurecimento das regulamentações e obrigações das empresas em realizarem logística reversa, grandes organizações reinserem suas embalagens no ciclo produtivo

Publicidade
Publicidade
AMBIENTAL MERCANTIL

Junho de 2024 – Para que uma embalagem descartada volte ao ciclo produtivo e vire matéria-prima de outro produto, há várias etapas e atores envolvidos dentro do trabalho da reciclagem. Para um cidadão comum, preocupado em separar os resíduos em sua residência, é uma atitude simples. Porém, no restante do processo, em especial, na logística reversa, este trabalho é complexo. No Brasil, esta obrigatoriedade implantada pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (2010), já é fruto de amadurecimento, e, anualmente, recupera milhares de toneladas de embalagens, movimenta milhões de reais e fomenta empregos no país.

De acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (ABRELPE), das mais de 80 milhões de toneladas de resíduos por ano, 27 milhões têm potencial de serem recicladas. Ou seja, temos uma grande oportunidade de gerar mais empregos e incrementar a economia e desenvolvimento do país, além de evitar que milhões de toneladas de resíduos tenham como destino aterros ou lixões. Para que este sistema avance, é imprescindível que programas de logística reversa tenham inteligência de dados e processos de rastreabilidade.

O tema está em constante evolução tanto no eixo político com leis e fiscalizações, quanto em ações da iniciativa privada. Um dos programas mais importantes e pioneiros da logística reversa no país é o Recupera, criado pela Pragma Soluções Sustentáveis em 2019, que em parceria com grandes empresas já recuperou mais de 320 mil toneladas de embalagens. Além disso, o programa já investiu mais de R$ 26 milhões em operadores logísticos, que incluem as organizações de catadores de materiais recicláveis participantes do programa.

Recuperação de 100% das embalagens da linha de produtos veganos da Ypê

Entre as empresas que fazem parte do Recupera está a Ypê, empresa 100% brasileira e uma das maiores fabricantes de produtos de higiene e limpeza do país, que faz a recuperação de 100% da massa equivalente das embalagens da Linha Green desde 2022.

“Escolhemos aderir ao Recupera por se tratar de um programa que de fato gera impacto na cadeia de recuperação e reciclagem, trazendo segurança de dados e rastreabilidade do processo, além de estar conectado com os nossos valores e estratégia de atuação nas pautas ASG. Com essa iniciativa, já garantimos a destinação de 500 toneladas de resíduos para a reciclagem, entre papel e plástico, o que gerou um faturamento de cerca de R$ 700 mil para as organizações de catadores com a venda dos materiais”, explica Gustavo de Souza, diretor de Pesquisa, Desenvolvimento e Sustentabilidade da Ypê.

Rastreabilidade e transparência nos dados da logística reversa

Essa quantia de embalagens recuperadas para a reciclagem foi comprovada por meio de notas fiscais, emitidas no processo de venda de resíduos para a indústria da reciclagem. Essas informações integram o sistema de dados do Programa Recupera, para que haja a rastreabilidade da quantidade e tipo de material vendido e da organização responsável pela venda. Em seguida, a Central de Custódia, verificador independentemente dos resultados, apura se há alguma duplicidade de dados entre programas de logística reversa. Por fim, o Recupera, ainda conta com uma auditoria externa para validar todos os seus resultados.

O professor Fabrício Soler, consultor internacional e advogado especialista em Direito dos Resíduos, reforça a importância da rastreabilidade no gerenciamento de resíduos sólidos de forma a possibilitar o monitoramento e a potencializar os resultados do sistema de logística reversa:

“A sistematização de dados e informações sobre o tema permite a geração de indicadores e estatísticas que podem contribuir para a melhoria da gestão adequada dos resíduos no país”.

A logística reversa, além de colaborar com a agenda ESG de diversas empresas, quando realizada com transparência, contribui para a profissionalização e aumento dos índices de reciclagem no país. O Recupera é um programa estruturante. Isso significa que investe nas organizações de catadores de materiais recicláveis. Neste caso, a inteligência de dados é primordial tanto para o encaminhamento adequado de investimentos quanto para a prestação de contas para parceiros, como a Ypê.

Um dos caminhos para o Brasil recuperar cada vez mais resíduos para a reciclagem, em parceria com o setor empresarial — responsável por colocar embalagens no mercado — é por meio da profissionalização e avanço da logística reversa.

“Profissionalizar a base da cadeia, investindo em cooperativas e associações de catadores de materiais recicláveis em modelos de gestão que garantam transparência e efetividade dos resultados prestados, é uma medida que pode colaborar para que o Brasil amplie rapidamente os índices de reciclagem e a reintrodução de produtos na cadeia produtiva”, defende o CEO da Pragma, Dione Manetti.

Sobre a Pragma

A Pragma Soluções Sustentáveis é um elo que conecta pessoas, instituições privadas, públicas e da sociedade civil na construção de uma cultura economicamente inclusiva, socialmente justa e ambientalmente sustentável. Na prática, atua para tornar o planeta sustentável por meio de serviços de logística reversa, economia circular e projetos de impacto positivo na sociedade. É especialista em logística reversa de embalagens em geral pós-consumo e oferece soluções para que as empresas de diferentes portes cumpram suas obrigações legais, de forma estruturante e em parceria com organizações de catadores de materiais recicláveis. Formada por uma equipe majoritariamente feminina, a Pragma faz parte do Pacto Global da ONU, é sócia da Associação Internacional de Resíduos Sólidos (ISWA) e faz parte da Waste Wise Cities.

Site oficial: https://www.pragma.eco.br

Sobre a Ypê

Marca líder em importantes categorias no segmento de limpeza do Brasil, a Ypê tem uma linha completa de produtos para auxiliar nos cuidados com a roupa, a casa e o corpo. Com matriz localizada em Amparo, interior de São Paulo, conta com mais cinco unidades fabris: Salto (SP), Simões Filho (BA), Anápolis (GO) e Goiânia (GO), e Itapissuma (PE). Fundada em 1950, a Ypê é uma empresa 100% brasileira, com mais de 7.400 colaboradores.

A empresa é signatária do Pacto Empresarial pela Integridade e Contra a Corrupção, uma iniciativa do Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social, e reconhecida por duas vezes consecutivas como Empresa Pró-Ética [2020-2021/2022-2023] pela Controladoria Geral da União (CGU). Exporta para mais de 10 países da América Latina, Ásia e África e ainda detém as marcas Atol, Assolan, Tixan, Perfex, Flor de Ypê, Siene e Action Ypê.

Site oficial: https://www.ype.ind.br

Imprensa

Temas Relacionados

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
About Ambiental Mercantil Notícias 5348 Articles
AMBIENTAL MERCANTIL é sobre ESG, Sustentabilidade, Economia Circular, Resíduos, Reciclagem, Saneamento, Energias e muito mais!