Últimas notícias

Prêmio Zayed de Sustentabilidade 2021 abre inscrições

ABU DHABI, UNITED ARAB EMIRATES - January 14, 2019: HH Sheikh Mohamed bin Zayed Al Nahyan, Crown Prince of Abu Dhabi and Deputy Supreme Commander of the UAE Armed Forces (2nd row 4th L) and HH Sheikh Mohamed bin Rashid Al Maktoum, Vice-President, Prime Minister of the UAE, Ruler of Dubai and Minister of Defence (2nd row 6th L), stand for a photograph with for a group photo with the winners of the Zayed Sustainability Prize for Energy. Seen with (2nd row ) HE Dr Sultan Ahmed Al Jaber, UAE Minister of State, Chairman of Masdar and CEO of ADNOC Group (L), HE Ibrahim Mohamed Solih, President of the Maldives (2nd L), HE Mohamed Ould Abdel Aziz, President of Mauritania (3rd L), HE Milo Djukanovic, President of Montenegro (5th L), HE Ibrahim Boubacar Keita, President of Mali (7th L), HE Hage Geingob, President of Namibia (8th L), HE Joao Manuel Lourenco, President of Angola (9th L) and HE Yang Jiechi, Special Representative of the Chinese President (R). ( Mohamed Al Hammadi / Ministry of Presidential Affairs ) ---
A iniciativa premia trabalhos pioneiros em sustentabilidade nas categorias Saúde, Alimentação, Energia, Água e para Escolas de Ensino Médio. Inscrições vão até 21 de maio.

São Paulo – O Prêmio Zayed de Sustentabilidade abriu inscrições para projetos de escolas e organizações nesta segunda-feira (27). A iniciativa busca trabalhos pioneiros em sustentabilidade em cinco categorias: Saúde, Alimentação, Energia, Água e uma última voltada para trabalhos de escolas de Ensino Médio. As inscrições para este ano vão até o dia 21 de maio, através do site do PrêmioNa foto, a cerimônia de premiação da última edição.

A ideia do prêmio é encontrar trabalhos que cumpram três requisitos: serem inovadores e inspiradores e trazerem algum impacto. A premiação tem 12 anos e, no ano passado, as inscrições bateram recorde, com 2.373 submissões de projetos vindas de 129 países diferentes. O prêmio é inspirado no compromisso com a sustentabilidade do fundador dos Emirados Árabes Unidos, Zayed bin Sultan Al Nahyan.

Entre os finalistas da última edição, esteve um colégio brasileiro. A Escola Sesi Djalma Pessoa, de Salvador, na Bahia, foi a única do Brasil a ser selecionada para a categoria estudantil. Dois alunos e um professor da escola baiana estiveram na cerimônia de encerramento, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, no início deste mês, mas não chegaram a vencer.

Os vencedores de cada categoria recebem US$ 600 mil, somando um investimento de US$ 3 milhões do prêmio no total. Já a categoria Escolas de Ensino Médio é dividida por seis regiões do mundo, que são ‘Américas’, ‘Europa e Ásia Central’, ‘Mena – Oriente Médio e Norte da África’, ‘África Subsaariana’, ‘Sul da Ásia’, ‘Leste da Ásia e Pacífico’. Cada vencedor desta categoria recebe o valor de até US$ 100 mil para iniciar ou aumentar seu projeto em suas comunidades locais.

Para as categorias Saúde, Alimentação, Energia e Água, as organizações devem demonstrar que estão aumentando o acesso a produtos ou serviços essenciais e ter uma visão de longo prazo para melhorar as condições de vida e trabalho. Já as escolas devem apresentar projetos liderados pelos alunos, com ênfase no engajamento dos estudantes nos processos de planejamento, implementação e monitoramento. Os vencedores da edição de 2021 serão anunciados em janeiro do ano que vem.

Crédito:
Câmara do Comércio Árabe Brasileira
Da Redação
anba@anba.com.br