GP São Paulo de F1 coleta e dará destino correto a 500 litros de óleo lubrificante usado

GP São Paulo de F1 coleta e dará destino correto a 500 litros de óleo lubrificante usado

Imagem: Divulgação | Resíduo coletado pela Lwart Soluções Ambientais passará pelo processo de rerrefino e voltará para a cadeia em forma de óleo básico de alta performance

Novembro de 2022 – O óleo lubrificante usado ou contaminado, conhecido como OLUC, é um resíduo perigoso presente em motores industriais e de veículos automotores, como carros motos e ônibus, que deve ser separado e gerenciado de forma adequada.

A legislação brasileira* determina que todo OLUC deve ser coletado e destinado para a reciclagem, por meio do rerrefino, e proíbe taxativamente o uso do resíduo como combustível, destinação para queima ou para quaisquer outros fins.

Para se ter uma ideia, segundo a AMBIOLUC, entidade que representa o setor, um único litro de óleo lubrificante usado é capaz de contaminar 1 milhão de litros de água. Além disso, para cada 10 litros queimados são gerados 20 gramas de metais pesados, segundo dados da Cetesb.

Quem liderou esse projeto no GP São Paulo de F1 foi a Lwart Soluções Ambientais, empresa 100% brasileira que atua na transformação de resíduos comerciais e industriais. “A etapa de São Paulo da maior categoria do automobilismo foi responsável por disseminar para o mundo a mensagem de que o óleo lubrificante usado só deve ter um destino, o rerrefino”, afirma Marcelo Murad, diretor de Coleta e Logística da Lwart Soluções Ambientais.

Com isso, o GP São Paulo de Fórmula 1 recebeu o Certificado de Destinação Final, emitido pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natura e Biocombustíveis – ANP, documento de valor legal que assegura a conformidade com as normas ambientais e que comprova legalmente que o GP fez o descarte ambientalmente responsável do volume coletado.

Uma vez coletado e devidamente armazenado, o resíduo foi transportado por um caminhão específico para esse tipo de transporte e levado à fábrica da Lwart localizada em Lençóis Paulista/SP, uma das plantas mais modernas do mundo para rerrefino de óleo lubrificante usado.

Cédito: Divulgação

*Resolução Conama n. 362/2005 recepcionada pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei n. 12.305/2010) e regulamento (Decreto Federal n. 7.404/2010)
Resoluções da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) n. 19 e 20, ambas de 2009 e Lei do Petróleo (Lei n. 9.478/1997).

Sobre Lwart Soluções Ambientais

“Empresa 100% brasileira, a Lwart Soluções Ambientais é a líder nacional no segmento de coleta e rerrefino de óleo lubrificante usado ou contaminado e a única produtora na América Latina de óleos básicos de alta performance (Grupo II), a partir do óleo lubrificante usado. Como empresa que tem a transformação em seu DNA e a sustentabilidade como principal pilar, também coleta, destina e transforma diversos tipos de resíduos sólidos comercias e industriais. A Lwart Soluções Ambientais possui duas plantas, sendo uma para produção de óleo básico de alta performance a partir do óleo lubrificante usado, localizada em Lençóis Paulista (SP), e outra especializada em resíduos sólidos, localizada em Piracicaba (SP), bem como 18 centros de coleta espalhados pelo Brasil, que atendem cerca de 45 mil clientes todos os anos. Mais informações em https://www.lwart.com.br/.”

Site oficial: https://www.lwart.com.br/


Crédito:
Imprensa | Lwart Soluções Ambientais

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
Sobre Ambiental Mercantil Notícias 3144 Artigos
AMBIENTAL MERCANTIL NOTÍCIAS é um canal exclusivo sobre ESG e Sustentabilidade, Economia Circular, Resíduos e Reciclagem, Saneamento, Energias Renováveis (Solar Eólica, Biogás e muito mais). Tudo sobre meio ambiente e tecnologias ambientais, cursos e eventos!