Como realizar campanhas de descarte de lixo eletrônico em condomínios

Como realizar campanhas de descarte de lixo eletrônico em condomínios

Imagem: Divulgação

Setembro de 2022 – Por falta de informação sobre onde descartar o lixo eletrônico, celulares quebrados, notebooks, fios, entre outros equipamentos, ficam acumulados em casa à espera de um descarte sustentável e seguro — afinal, alguns aparelhos guardam dados sensíveis, como fotos e senhas. Já existem mais de 70 pontos de coleta espalhados por São Paulo, mas o que poucos sabem é que é possível — e muito mais fácil — solucionar este problema com a ajuda da vizinhança.

O lixo eletrônico se tornou uma questão global. De acordo com o relatório da Organização das Nações Unidas (ONU), o mundo produzirá 120 milhões de toneladas por ano até 2050.

Em casa, para não jogar os aparelhos no lixo comum, uma vez que expostos em aterros sanitários ou pontos de descarte irregular podem liberar substâncias tóxicas como Mercúrio, Cobre, Cádmio, os equipamentos vão juntando poeira enquanto não é possível dar uma folga na rotina para levá-los aos pontos de coleta.

E se fosse possível descartar este tipo de aparelho com total segurança de dados e respeito ao meio ambiente na portaria do condomínio?

Como os síndicos podem ajudar?

Por meio de uma campanha de mobilização com a vizinhança sobre a importância do descarte regular de lixo eletrônico é possível reunir essas pequenas peças e até equipamentos maiores e enviá-los juntos para o ponto de coleta.

Com 13 anos de experiência no serviço, a Coopermiti, Central de Logística Reversa de São Paulo, recomenda que a divulgação ocorra no máximo com 15 dias de antecedência, fixando lembretes antes da realização da campanha, pois as pessoas costumam procrastinar a separação desses itens em casa, ainda que valorizem esse serviço e queiram participar.

Outra dúvida comum é sobre o que pode ser descartado na campanha. Basicamente, todo equipamento ou acessório que um dia funcionou na tomada, pilha ou bateria, assim como seus acessórios e componentes podem ser descartados. Para assegurar todos os condôminos sobre a segurança do processo, após 10 dias da chegada do material arrecadado, a Coopermiti envia o Termo de Responsabilidade que garante a destinação correta do material coletado.

Assim, com trabalho coletivo, é possível facilitar a vida de muitos vizinhos que, seja pela idade avançada ou pela rotina atribulada, não encontram meios de enviar eletroeletrônicos sem uso para postos de coleta. Antes que estes equipamentos parem no lixo comum, os condomínios podem realizar essa importante contribuição para o meio ambiente e também para as famílias.

Mais informações: https://coopermiti.com.br/

Crédito:
Imprensa | Coopermiti

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
Sobre Ambiental Mercantil Notícias 2910 Artigos
AMBIENTAL MERCANTIL NOTÍCIAS é um canal exclusivo sobre o Meio ambiente e Tecnologias ambientais, ESG e Sustentabilidade, Energias Renováveis (Solar Eólica, Biogás e muito mais), Cursos e Eventos!