OPINIÃO DE ESPECIALISTA: Como desenvolver e implementar um plano de gestão de resíduos

© TÜV Rheinland
© TÜV Rheinland

Imagem: Divulgação | por Mayara Zunckeller, Gerente de Operações da TÜV Rheinland para seção OPINIÃO DE ESPECIALISTA AMBIENTAL MERCANTIL

Novembro de 2022 – A complexidade do descarte de grandes volumes de resíduos, dos mais variados tipos, é um desafio para o setor industrial. Além das preocupações ambientais e de segurança e suas respectivas regulamentações, as empresas devem considerar como o descarte de resíduos afeta as operações, os custos e seu relacionamento com os clientes e o público em geral.

Os planos de gestão de resíduos precisam ser centrados nas principais opções: reduzir, reutilizar, reciclar e descartar. Trabalhar com as opções em cada uma dessas áreas resulta em um plano consistente e eficiente.

Assim, é possível definir metas e objetivos claros. Ao desenvolver uma estratégia integrada na qual você toma decisões sobre como todos os materiais devem fluir, é possível ter a oportunidade de criar táticas mais específicas para lidar com diferentes resíduos.

Certificação garante ações assertivas

Assim como qualquer outra estratégia, implementar um sistema de gestão de resíduos também significa identificar onde você está agora, os objetivos que deseja alcançar no futuro, os passos necessários para alcançá-los e os fatores que você deve medir de forma a reconhecer o progresso. Esse é um processo contínuo; o plano que você faz agora deve ser avaliado no futuro e considerado uma visão importante para ações posteriores. O objetivo deve ser priorizar melhorias sustentáveis e padrões de gestão eficientes, e um cronograma detalhado permitirá que você continue entregando essas melhorias.

Uma eficiente forma de assegurar a conformidade de seu plano de gestão de resíduos é adotar a norma ISO 14001. Essa certificação permite identificar pontos fracos em seu sistema de gestão ambiental e cria a base para um processo de melhoria contínua e verificável. Você reduz os riscos ambientais, conserva os recursos naturais e melhora de forma sustentável o seu desempenho ambiental.

Com base no ciclo de vida, a certificação avalia o impacto ambiental do produto ou serviço desde a fase do projeto, em seu escopo inicial, passando pela fabricação, distribuição e descarte.

Processo de melhoria contínua

Quando se trata de gestão de resíduos, não há um ponto final, e deve ser considerado um processo contínuo que precisa ser aprimorado com o passar do tempo. Se você conseguir reduzir a sua geração em 30%, embora seja uma conquista louvável, isso não deve impedi-lo de lutar por uma melhor gestão de resíduos.

Reduzir custos gerenciando adequadamente seus resíduos pode ser um grande benefício financeiro, mas não esqueça de que você também está fazendo sua parte para reduzir o impacto ambiental do seu negócio, o que é um ganho corporativo. Há muitas vantagens em dedicar um tempo para criar um plano de gestão de resíduos, e felizmente não há desvantagens.

Continue investigando maneiras inovadoras de gerar menos resíduos, reciclar melhor e reduzir a pegada de carbono do seu negócio. Há sempre algum ponto que pode ser melhorado. Mantenha o foco e trabalhe para desenvolver e implementar o melhor plano de gestão de resíduos possível.

Sobre a autora

Mayara Zunckeller – Gerente de operações na TÜV Rheinland

Mayara Zunckeller é Gerente de operações na TÜV Rheinland.

Site oficial: TÜV Rheinland | BR | TÜV Rheinland (tuv.com)

Crédito:
Imprensa

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
Sobre Ambiental Mercantil Notícias 3167 Artigos
AMBIENTAL MERCANTIL NOTÍCIAS é um canal exclusivo sobre ESG e Sustentabilidade, Economia Circular, Resíduos e Reciclagem, Saneamento, Energias Renováveis (Solar Eólica, Biogás e muito mais). Tudo sobre meio ambiente e tecnologias ambientais, cursos e eventos!