Conheça a tecnologia que resiste a ácidos e zera contaminações farmacêuticas

Imagem: Divulgação GEMÜ

Linha de válvulas diafragma da GEMÜ é revestida em resina termoplástica

Em diversos ramos da indústria em que são utilizadas substâncias pesadas, como o ácido sulfúrico, os equipamentos devem ser o mais resistente possível. É aí que entra o revestimento em resina termoplástica. Um exemplo é a linha de produtos nesse material da GEMÜ Válvulas e Sistemas de Medição e Controle, requisitados quando a necessidade é resistência.

Imagem: Divulgação

“São produtos muito específicos para químicos pesados, que evitam a perda do equipamento em pouco tempo”, explica o gerente geral de vendas para a área industrial da GEMÜ, Mateus Souza.

Na área farmacêutica, alimentícia e de biotecnologia, essa linha revela outra qualidade: zero contaminações.

“Por serem produtos em material nobre e inerte, evita-se o contato dos fluidos que compõem as matérias-primas da indústria com impurezas. Esse tipo de revestimento é apto a estar em contato com materiais corrosivos e líquidos altamente puros”, explica o gerente geral de vendas para a área PFB da GEMÜ, Hans Paul Mösl.

Se antes esses equipamentos eram importados, agora a GEMÜ do Brasil torna-se um centro de competência mundial na fabricação dos corpos de válvulas do modelo diafragma revestidas em resina termoplástica, com fornecimento nacional e a garantia de um pós-venda mais próximo e ágil.

São produtos que demandam pressão e temperatura de injeção maiores do que as resinas fabricadas no Brasil, e por isso surge a necessidade de uma máquina com ferramental diferente.

Com a chegada de uma nova máquina de injeção, ainda no primeiro semestre, a GEMÜ do Brasil passa a ser base de apoio para a multinacional nesse produto. Trata-se de um equipamento com capacidade para 300 toneladas, seguindo moldes e padrões europeus de qualidade.

GEMÜ HÁ 40 ANOS NO BRASIL

A fábrica, localizada em São José dos Pinhais (PR) e que completa 40 anos em 2021, tornou-se importante fornecedora da matriz alemã e de filiais do grupo em outros países ao redor do mundo.

Entre outros investimentos, nos últimos dois anos foram compradas novas prensas de alta tecnologia, de maior controle e rapidez, automáticas e que permitem produção em escala. Com as novas máquinas, ferramentas e borrachas vindas direto da Alemanha, foi possível atingir o nível de qualidade exigido pelo grupo e que evitam a contaminação cruzada.

O material é utilizado em linhas de produto da GEMÜ voltadas a aplicações em água potável, com certificação DVGW (Alemanha) ou NSF/ANSI 61 (USA). Com isso, a filial brasileira aumentou sua produção e, hoje, trabalha em dois turnos para dar conta das vendas internas e externas.

SOBRE A GEMÜ

A filial da multinacional alemã criada por Fritz Müller na década de 1960 disponibiliza ao mercado brasileiro válvulas de extrema eficiência e qualidade. A planta situada em São José dos Pinhais (PR), que conta com 100 colaboradores e completa 40 anos em 2021, produz válvulas e acessórios para o tratamento de água e efluentes em indústrias de todas as áreas, como siderurgia, fertilizantes e setor automobilístico, bem como para integrar sistemas de geração de energia. Na área de PFB (farmacêutica, alimentícia e biotecnologia), a GEMÜ é líder mundial e vende para toda a América Latina produtos de alta precisão, com atendimento local, além de consultoria com profissionais capazes de orientar na escolha da melhor solução em válvulas para cada aplicação.

Mais informações: https://gemu-group.com/pt_BR/

Crédito:
Imprensa | GEMÜ do Brasil

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
Sobre Ambiental Mercantil Notícias 1332 Artigos
AMBIENTAL MERCANTIL NOTÍCIAS é um canal que promove o meio ambiente, através da promoção de tecnologias ambientais e inovações, produtos e serviços de sustentabilidade, nacionais e internacionais.