Embraed compensa emissões de carbono e financia projeto de conservação na Amazônia

Foto: Raimundo Teixeira
Foto: Raimundo Teixeira

Imagem: Divulgação | Construtora fez parceria com a fintech ambiental Moss para estimativa de emissões e aquisição de créditos de carbono relativos à própria operação e também à cadeia de fornecedores

Julho de 2022 – A Embraed, referência em empreendimentos residenciais de luxo na cidade catarinense de Balneário Camboriú, anuncia a compensação de 100% das emissões de CO2 de sua operação. A iniciativa, pioneira na história da empresa, faz parte de um plano mais amplo de adesão da Embraed às melhores práticas ESG — sigla referente a fatores ambientais, sociais e de governança — e está sendo levada adiante por meio de parceria com a fintech ambiental Moss.

A compensação é feita com a aquisição, pela construtora, de créditos de carbono gerados pelo projeto Florestal Santa Maria, no norte do Mato Grosso. No modelo escolhido, os valores pagos pela Embraed financiam a preservação da floresta numa área especialmente sujeita a pressões para desmatamento.

A Moss é uma plataforma que conecta empresas que precisam compensar as emissões de CO2 de suas atividades (mas que não conseguem fazer isso por conta própria) e projetos que captam gases de efeito estufa da atmosfera (e, por isso, geram créditos de carbono).

No caso da parceria com a Embraed, a Moss também fez um inventário das emissões da construtora, de forma a estimar o volume que seria necessário compensar. O montante calculado corresponde à emissão de CO2 em cerca de 59 mil voos comerciais pelo Brasil (ou 3.971 toneladas de gás de efeito estufa).

Os recursos envolvidos na compra dos créditos de carbono do projeto Florestal Santa Maria, localizado no município de Colniza, vão ajudar a manter de pé aproximadamente 200 mil metros quadrados de área, de um total de 71,7 mil hectares de floresta — área equivalente à metade do território da cidade de São Paulo.

De acordo com projeção da Moss, em ordem de grandeza, o impacto desta iniciativa da Embraed corresponde a uma compensação equivalente a 719 voltas de carro na Terra e 5.339 viagens aéreas entre São Paulo e Nova York.

Ainda segundo a Moss, desde março de 2020, mais de R$ 150 milhões já foram destinados a projetos de proteção do bioma amazônico.

Segundo a Embraed, o apoio da empresa ao projeto Santa Maria se deve à importância da Floresta Amazônica para o mundo e a credibilidade da certificação garantida pela Moss.

“Tivemos a preocupação de selecionar junto com a Moss um projeto certificado e um dos mais bem estruturados, que garante a credibilidade da destinação dos recursos”, diz a CEO da Embraed, Tatiana Rosa Cequinel.

O Florestal Santa Maria — projeto selecionado conforme rigorosos requisitos da fintech — tem um modelo baseado em uso não predatório da floresta. Além disso, inclui ações de cunho socioambiental, como a criação de escolas técnicas para oferecer aos jovens da região formação de qualidade ligada às questões da floresta, projeto feito em parceria com a prefeitura do município.

Um dos diferenciais da iniciativa da Embraed está relacionado ao caráter voluntário da empreitada. O inventário feito pela Moss concluiu que 96% das emissões da construtora estão relacionadas à cadeia de fornecedores — e que, por isso, não seriam de responsabilidade direta da empresa. Mas a Embraed optou por fazer a compensação integral, como forma de reforçar a cultura corporativa orientada aos princípios ESG.

Adicionalmente, na condição de ator de grande relevância em seu ramo de negócio, a Embraed incentiva a preocupação ambiental de seus fornecedores, numa engrenagem que só tem a beneficiar a cadeia da construção civil.

“Nosso compromisso é com uma operação totalmente sustentável, de ponta a ponta. A compensação das emissões considerando também a cadeia de fornecimento é fundamental para a Embraed”, diz Tatiana.

Sobre a Embraed

A Embraed é uma construtora e incorporadora especializada em empreendimentos residenciais de luxo em Balneário Camboriú, fundada em 1984. A marca registrada de requinte e sofisticação vem sendo aprimorada por Tatiana Rosa Cequinel, no comando dos negócios desde 2013. Em 37 anos de história, a Embraed construiu 44 empreendimentos de alto padrão, que totalizam 677 mil m² de área construída. Recentemente o Grupo iniciou as vendas das unidades de seus dois primeiros residenciais de alto padrão fora de Balneário Camboriú, situados em Maringá (PR) e Itapema (SC).

Saiba mais em: https://www.embraed.com.br/pt-BR

Crédito: Imprensa

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
Sobre Ambiental Mercantil Notícias 2910 Artigos
AMBIENTAL MERCANTIL NOTÍCIAS é um canal exclusivo sobre o Meio ambiente e Tecnologias ambientais, ESG e Sustentabilidade, Energias Renováveis (Solar Eólica, Biogás e muito mais), Cursos e Eventos!