Combustível derivado de resíduos para o setor de cimento: o desafio da classificação

softelec
Foto: Planta de reciclagem da Breitsamer Entsorgung Recycling GmbH, equipada com tecnologia STADLER.
Foto: Planta de reciclagem da Breitsamer Entsorgung Recycling GmbH, equipada com tecnologia STADLER.

Imagem: Divulgação

  • O combustível derivado de resíduos (CDR), produzido a partir de resíduos sólidos urbanos (RSU), é usado como alternativa ao combustível fóssil no setor de cimento como forma de reduzir sua pegada de carbono. O desafio para os produtores de CDR é garantir a alta qualidade consistente necessária para essa aplicação. A STADLER Anlagenbau GmbH, um dos principais fornecedores de plantas de triagem para o setor de reciclagem, tem ajudado os produtores de CDR na Europa e na América Latina a enfrentá-lo com sucesso há quase 20 anos com suas plantas de triagem especificamente projetadas. 
Publicidade
Publicidade
CITER 2024 Piauí

Junho de 2024 – O Combustível Derivado de Resíduos (CDR) e o Combustível Sólido Recuperado (CSR), mais refinado, são produzidos a partir de resíduos sólidos urbanos (RSU) após a remoção de materiais recicláveis. Trata-se de um combustível renovável, fácil de transportar e armazenar, com alto poder calorífico, combustão estável, baixa poluição secundária e baixas emissões de carbono. À medida que o setor de cimento avança em direção à descarbonização, impulsionado pela legislação e por uma maior conscientização ambiental entre o público, ele se voltou para o CDR como uma alternativa aos combustíveis fósseis.

O CDR também tem a vantagem ambiental de redirecionar os materiais não recicláveis do RSU para fora do aterro, reduzindo as emissões de gases de efeito estufa e conservando o espaço do aterro.

Requisitos de qualidade do setor de cimento

Embora o CDR seja uma alternativa adequada aos combustíveis fósseis nos fornos de cimento, ele precisa ser consistentemente de alta qualidade.

Foto: Natalya Duarte
Foto: Natalya Duarte,
Gerente de Vendas da STADLER para o México e América Central

“O requisito mais importante para a indústria de cimento é um material homogêneo com uma granulometria específica, sem impurezas como PVC ou metal, e uma umidade específica. O CDR ou CSR de alta qualidade fornece poder calorífico constante e tem um teor limitado de cloro, o que é importante para o bom funcionamento do forno e significa que é necessária menos manutenção.”, explica Natalya Duarte, Gerente de Vendas da STADLER para o México e América Central.

Como os usuários finais exigem cada vez mais qualidade, o CDR está se tornando mais refinado e a distinção entre CDR e CSR está se tornando mais tênue. Além disso, o processo de produção de CDR terá que se tornar cada vez mais sofisticado para atender a esses altos padrões:

Foto: Wolfgang Köser, Diretor de Vendas da STADLER para a Alemanha, Áustria e Suíça. Divulgação.

“Na União Europeia, a legislação está afastando a incineração de resíduos em favor da reciclagem. Podemos esperar que, como consequência, a reciclagem química seja cada vez mais usada no futuro, reduzindo a quantidade de material de entrada de boa qualidade para as linhas de CDR”, diz Wolfgang Köser, Diretor de Vendas da STADLER para a Alemanha, Áustria e Suíça.

Enfrentando o desafio da triagem com a separação mecânica

O desafio é atingir a alta qualidade exigida pelos fornos de cimento a partir dos materiais muito heterogêneos deixados no fluxo de RSU após a remoção dos recicláveis. Isso requer um processo de tratamento complexo. A STADLER projetou e colocou em funcionamento várias plantas de CDR na Europa e na América Latina desde 2005, adaptando o sistema de triagem à situação de cada cliente, desenvolvendo técnicas e processos para garantir que seus requisitos específicos de qualidade sejam atendidos com seu fluxo de material de entrada.

  1. O processo começa com a pré-trituração do material em pedaços menores, que são separados por tamanho usando a tecnologia de peneiramento.
  2. As impurezas são eliminadas com separação balística e infravermelho próximo (NIR).
  3. Os metais ferrosos e não ferrosos são classificados com separadores magnéticos e separadores indutivos.
  4. O material de alta qualidade resultante é triturado novamente no tamanho exigido pelo fabricante de cimento.
  5. Para fornecer sempre as quantidades necessárias de combustível derivado de resíduos para a produção de cimento, integramos ao sistema um armazenamento intermediário com um potente guindaste automático.

O processo de classificação evoluiu ao longo dos anos:

“No passado, a qualidade do CDR era controlada pela combinação de diferentes materiais na alimentação, seguida de peneiramento e remoção de metais. Agora a tecnologia NIR desempenha um papel importante. Na STADLER, revisamos continuamente nossos conceitos de planta de triagem e agora é possível produzir CDR de alta qualidade mesmo a partir de materiais de entrada mais pobres. Em cada caso, analisamos sua composição detalhadamente e selecionamos a combinação exata de máquinas que produz o CDR que atenda precisamente aos requisitos específicos de qualidade”, diz Wolfgang Köser.

Uma abordagem em parceria para plantas de classificação de CDR que resistem ao teste do tempo

Foto: Planta de Combustível Derivado de Resíduos (SRF) da STADLER EcoGeRi em Finale Emilia
Foto: Planta de Combustível Derivado de Resíduos (SRF) da STADLER EcoGeRi em Finale Emilia

A busca constante da STADLER por soluções que atendam e antecipem as mudanças nos requisitos dos clientes não se limita ao desenvolvimento inicial e à instalação de uma planta de classificação: à medida que o setor de CDR evolui, ela está ao lado do cliente, revisando o projeto para garantir que a instalação continue a fornecer os resultados desejados ao longo dos anos. Esse é o caso da planta que a STADLER projetou e construiu para a Breitsamer Entsorgung Recycling GmbH em 2001, para a qual fez atualizações e conversões ao longo dos anos.

A abordagem colaborativa da STADLER tem sido fundamental para o sucesso contínuo da instalação:

“Passamos muito tempo testando possíveis configurações de sistema e unidades individuais com antecedência. No entanto, a avaliação e a otimização da STADLER são muito importantes para nós no processo de projeto, pois eles podem contar com uma imensa experiência em relação a possíveis configurações e unidades. Também apreciamos sua disposição de analisar várias configurações e adaptá-las várias vezes, se necessário”, diz o Dr. Wolfgang Niggl, Gerente de Fábrica da Breitsamer.

Dr. Wolfgang Niggl diz ainda que ao longo dos anos, à medida que suas necessidades evoluíam, a Breitsamer recorreu à STADLER repetidas vezes, baseada no seu relacionamento com a empresa.

“O excelente relacionamento pessoal e na colaboração bem-sucedida, bem como no excelente planejamento preliminar e na experiência da STADLER. O sistema está funcionando com modificações há mais de 20 anos e provou atender aos nossos requisitos em todos os momentos”.

No último projeto de atualização, a STADLER mostrou mais uma vez sua capacidade de entender como os requisitos do cliente mudaram e fornecer a solução, como explica o Dr. Wolfgang Niggl:

“A configuração atual tem a flexibilidade de se adaptar aos diferentes requisitos de vários fabricantes de cimento, e a qualidade dos combustíveis alternativos é muito boa”.

Sobre a STADLER

STADLER® dedica-se ao planejamento, produção e montagem de sistemas e componentes de triagem para a indústria de tratamento e reciclagem de resíduos sólidos em todo o mundo. Sua equipe de mais de 500 funcionários qualificados oferece um serviço completo personalizado, do projeto conceitual ao planejamento, produção, modernização, otimização, montagem, comissionamento, reformas, desmontagem, manutenção e assistência técnica de componentes para completar os sistemas de reciclagem e classificação.

Sua linha de produtos inclui separadores balísticos, correias transportadoras, peneiras giratórias e removedores de rótulos.

A empresa também é capaz de fornecer estruturas de aço e painéis elétricos para as plantas que instala. Fundada em 1791, a operação e estratégia desta empresa familiar são sustentadas por seu espírito de oferecer qualidade, confiabilidade e satisfação ao cliente, sendo um bom empregador e fornecendo forte apoio social. Para mais informações, visite https://w-stadler.de/pt

Siga a STADLER Anlagenbau GmbH nas Redes Sociais:
Facebook @Stadler Anlagenbau GmbH, X @Stadler Anlagenbau GmbH, Instagram @Stadler Anlagenbau GmbH, LinkedIn @Stadler Anlagenbau GmbH and Youtube @Stadler Anlagenbau GmbH

Stadler do Brasil

Foto: Andre Galuppo Fernandes Felix, Diretor LATAM na Stadler Anlagenbau GmbH
Foto: Andre Galuppo Fernandes Felix, Diretor LATAM na Stadler Anlagenbau GmbH

A STADLER está presente no Brasil e América Latina, com várias plantas de triagem instaladas e em funcionamento. Andre Galuppo Fernandes Felix é O Diretor do Escritório Brasil e Supervisor de Projetos da América Latina na Stadler Anlagenbau GmbH.

Contato

Rua Bela Cintra, 768, sala 124
Consolação, São Paulo – SP  
CEP: 01415-002 Brasil
+55 11 3237-4385
+55 11 99806-4418
info@stadlerdobrasil.com.br  

Temas Relacionados

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
Sobre Ambiental Mercantil Notícias 5198 Artigos
AMBIENTAL MERCANTIL é sobre ESG, Sustentabilidade, Economia Circular, Resíduos, Reciclagem, Saneamento, Energias e muito mais!