OPINIÃO DE ESPECIALISTA: Má gestão de resíduos sólidos pode influenciar diretamente o surgimento de epidemias, como a da dengue

softelec
Foto: Gui Arruda | Vertown
Foto: Gui Arruda | Vertown

Imagem: Divulgação | Por Gui Arruda, CEO da Vertown, startup focada em gestão de resíduos e conformidade ambiental

Publicidade
Publicidade
AMBIENTAL MERCANTIL

Maio de 2024 – Você sabia que a má gestão de resíduos sólidos pode influenciar diretamente o surgimento de epidemias como a da dengue? Nas últimas semanas, o Brasil enfrenta uma crise com o aumento do número de casos de dengue, com oito estados e o Distrito Federal declarando situação de emergência. Para apoiar os estados e municípios em situação de emergência, o Ministério da Saúde decidiu investir R$1,5 bilhão na luta contra a doença.

A dengue é uma doença viral transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti, que tem sua reprodução facilitada pelo acúmulo de água. Normalmente, provoca sintomas como: febre, fadiga, dores no corpo, perda de apetite, tremores, entre outros.

Manter caixas d’água e piscinas cobertas, colocar areia nos pratos dos vasos das plantas e secar áreas que acumulam água parada são algumas das maneiras de combater o mosquito Aedes aegypti.

Os resíduos armazenados em locais inadequados também representam um grande risco e podem colaborar para a proliferação do inseto.

Um estudo recente publicado pela National Library of Medicine destacou a associação entre o gerenciamento inadequado de resíduos sólidos e o aumento dos casos de dengue. O conteúdo ressaltou que a falta de coleta regular e o descarte indevido de resíduos contribuem para a criação de ambientes favoráveis à reprodução do mosquito transmissor.

No Brasil, temos muitos pontos de melhoria quando o assunto é gestão de resíduos. Uma pesquisa realizada em cinco capitais brasileiras, em 2020, mostrou que os dias de Carnaval resultaram, na época, em cerca de 3,5 mil toneladas de resíduos nas ruas, o que, sem dúvida, proporcionou ambientes propícios para a proliferação de insetos como o Aedes aegypti.

As informações acima destacam a importância crucial de uma gestão adequada nos municípios como medida de proteção eficaz contra a propagação da dengue. A conscientização da população sobre a relevância dessas práticas e o apoio governamental são fundamentais para proteger a saúde pública e promover ambientes mais saudáveis e sustentáveis.

Sobre a Vertown

A Vertown é uma startup focada em gestão de resíduos através da produção de dados e da rastreabilidade dos processos utilizando um software integrado de gerenciamento de resíduos e conformidade ambiental, que possibilita a centralização e gestão de toda a cadeia de resíduos, desde o momento da geração até a destinação final. A Vertown tem um compromisso com a gestão inteligente de resíduos. Oferecemos uma plataforma de soluções inovadoras para ajudar as empresas a rastrear e gerenciar seus resíduos de forma eficiente, reduzindo o impacto ambiental e contribuindo para a saúde pública.

Sobre o autor

Foto: Gui Arruda | Vertown
Foto: Gui Arruda | Vertown

Sobre Gui Arruda é o CEO da Vertown, uma empresa líder em soluções de gestão de resíduos e sustentabilidade. Com uma visão centrada na inovação e na responsabilidade ambiental, Gui está comprometido em liderar a empresa em direção a um futuro mais verde e sustentável. LinkedIn.

Site: https://www.vertown.com

Imprensa

Temas Relacionados

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
Sobre Ambiental Mercantil Notícias 5238 Artigos
AMBIENTAL MERCANTIL é sobre ESG, Sustentabilidade, Economia Circular, Resíduos, Reciclagem, Saneamento, Energias e muito mais!