Férias e natureza: confira as principais atividades para aproveitar os parques naturais de SP

softelec
Foto: Divulgação | PE-Ilha de Anchieta
Foto: Divulgação | PE-Ilha de Anchieta

Imagem: Divulgação | Das trilhas à observação da vida silvestre, saiba onde encontrar praias, cavernas, montanhas e os maiores trechos de Mata Atlântica preservados do país

Publicidade
Publicidade
AMBIENTAL MERCANTIL

Julho de 2024 – O estado que mais recebe turistas em todo o país aposta na sua biodiversidade para revelar uma face ainda pouco conhecida pelos visitantes: a natureza exuberante de seus 52 parques públicos naturais. São centenas de atividades abertas ao público, como trilhas por vegetação nativa e passeios para a contemplar da vida silvestre, além de banhos de cachoeira.

Alguns se destacam pelos trechos de florestas preservadas, como o Parque Estadual Carlos Botelho, em São Miguel Arcanjo; outros, pela mística das cavernas, como o Petar, patrimônio da humanidade pela Unesco, em Iporanga; e os que abraçam o oceano Atlântico com as praias listadas em rankings das mais belas do Brasil, como o da Serra do Mar, em Ubatuba, maior corredor biológico da Mata Atlântica.

Vizinhos a grandes centros urbanos e destinos turísticos consolidados, os parques públicos naturais de SP, geridos pela Fundação Florestal, vinculada à Secretaria de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística (Semil) recebem mais de 1 milhão de visitantes anualmente, boa parte deste montante nos períodos de férias escolares.

Alguns oferecem atividades especiais como roteiros noturnos, jogos e gincanas com temas ambientais, observação de vida selvagem, trilhas, mirantes e cachoeiras e outros atrativos naturais voltados à educação ambiental, além de diversas modalidades de turismo de aventura como rafting, mergulho e boia-cross.

“Os parques oferecem experiências genuínas e ajudam a preservar nosso patrimônio natural”, afirma o secretário de Turismo e Viagens de SP, Roberto de Lucena.

As atividades oferecidas são planejadas e oferecidas pela Fundação Florestal.

“Fazemos o controle e o ordenamento das atividades nos parques para proporcionar segurança e conforto aos visitantes”, afirma o diretor-executivo da Fundação Florestal, Rodrigo Levkovicz, ao citar equipamentos de apoio como corrimões, guarda corpos, degraus, decks, mirantes e torres de observação.

Os parques naturais são ícones do ecoturismo, segmento que projetou São Paulo como principal destino de lazer do país. O ecoturismo, aliás, cresce 30% ao ano, de acordo com a Organização Mundial do Turismo (OMT) — e o lazer se tornou a motivação de quase metade (49%) dos turistas que viajam para SP, de acordo com o Centro de Inteligência da Economia do Turismo (CIET), em parceria com a ABAV-SP/Aviesp.

Conheça alguns parques e seus atrativos:

  • Parque Estadual Turístico Alto da Ribeira, em Iporanga, dá acesso ao maior pórtico do planeta, segundo o Guiness Book, com 215 metros de abertura: o pórtico da Casa de Pedra. Para acessá-lo é preciso percorrer uma trilha de 6,5 km de extensão, uma caminhada feita quase integralmente em meio à Mata Atlântica preservada.
    Ingressos: https://santana.ingressosparquespaulistas.com.br
  • Parque Estadual Campos do Jordão, em Campos do Jordão, oferece trilhas que dão acesso à maior floresta de Araucárias do Estado de São Paulo, além de uma fauna riquíssima, com mais de 186 espécies de aves catalogadas e animais ameaçados de extinção, como a onça-parda, a jaguatirica e o papagaio-de-peito-roxo.
  • Parque Estadual Juquery, em Franco da Rocha, preserva o último fragmento de cerrado da região Metropolitana de São Paulo. O símbolo do Parque é a seriema, uma ave típica do cerrado que os visitantes podem observar a partir do Ovo da Pata, uma elevação impressionante e maior atrativo do parque, a 942 metros de altitude. 
  • Parque Estadual Ilha do Cardoso, em Cananeia, é a primeira área insular protegida criada pelo Governo do Estado de São Paulo. No norte da ilha, é possível avistar botos-cinza ao longo de toda a Praia do Itacuruçá/Pereirinha, além de realizar roteiros no Rio Perequê e percorrer trilhas de variados níveis de dificuldade em meio à Mata Atlântica.
    Ingressos: https://ilhacardoso.ingressosparquespaulistas.com.br
  • Parque Estadual Caverna do Diabo, em Eldorado, deve sua fama a maior caverna do Estado de SP e uma das mais bonitas do Brasil: a Caverna do Diabo, rica em formações rochosas e galerias, um destino imperdível para os amantes de aventura e natureza. A caverna tem 6 km de extensão, sendo 600 metros abertos ao público. O parque também oferece cachoeiras, rios e uma diversidade de fauna e flora.
    Ingressos: https://cavernadodiabo.ingressosparquespaulistas.com.br.
  • Parque Estadual Carlos Botelho, em São Miguel Arcanjo, é um dos mais importantes refúgios da vida selvagem da região sudeste do Estado de São Paulo, sendo um dos mais significativos corredores ecológicos que conecta os mais importantes remanescentes da Mata Atlântica do Brasil.
    Ingressos: https://saomiguelarcanjo.ingressosparquespaulistas.com.br
  • Parque Estadual Ilha Anchieta, em Ubatuba, só pode ser acessado por meio de passeios de barco. Com mar transparente e calmo, é apreciado por mergulhadores devido à vida marinha. Também oferece trilhas e ruínas da antiga prisão de segurança máxima do Estado de SP, sendo opção de passeio para quem busca natureza e história.
  • Parque Estadual de Ilhabela, em Ilhabela, é um verdadeiro paraíso para os amantes do ecoturismo e do turismo de aventura. Abriga diversas ilhas, ilhotas e lajes, além de trilhas, cachoeiras e praias paradisíacas, um convite para contemplar a natureza em sua plenitude, além de mamíferos como o macaco-prego e a jaguatirica.
    Site: https://guiadeareasprotegidas.sp.gov.br/ap/parque-estadual-ilhabela
  • Parque Estadual Serra Do Mar, em Riacho Grande, tem a maior porção contínua preservada de Mata Atlântica no Brasil. Abrange parte de 23 municípios, constituindo um verdadeiro corredor ecológico, conectando os mais significativos remanescentes da Mata Atlântica do país. Maior área de proteção integral do litoral brasileiro, tem 1.361 espécies de animais e cerca de 1200 tipos de plantas registradas, segundo o Ibama, com animais em risco de extinção, como o macaco-prego, o bicho-preguiça e a anta.
    Site: https://guiadeareasprotegidas.sp.gov.br/ap/parque-estadual-serra-do-mar

Imprensa

Temas Relacionados

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
About Ambiental Mercantil Notícias 5348 Articles
AMBIENTAL MERCANTIL é sobre ESG, Sustentabilidade, Economia Circular, Resíduos, Reciclagem, Saneamento, Energias e muito mais!