Apolo Asset capta recursos para projetos de energia solar de geração distribuída que somam R$ 500 milhões

| O asset management da Apolo Energia investirá em 30 projetos com capacidade de 100 MWp em Minas Gerais.
| O asset management da Apolo Energia investirá em 30 projetos com capacidade de 100 MWp em Minas Gerais.

Imagem: Divulgação Apolo Energia | asset management da Apolo Energia investirá em 30 projetos com capacidade de 100 MWp em Minas Gerais; a iniciativa permitirá uma redução de até 20% nas contas de energia de seus clientes; a primeira usina do fundo terá a sua construção iniciada neste mês; o FIP Polaris foi certificado como um investimento ESG “verde escuro”, por seguir as mais rigorosas normas do código de investimento europeu

A Apolo Asset, braço de gestão de recursos da holding Apolo Energia, lançou o seu primeiro fundo de investimentos – o FIP Polaris – focado em projetos de geração distribuída (GD) de energia solar na modalidade compartilhada.

Ele investirá até meio bilhão de reais para financiar até 30 projetos de usinas de energia solar no estado de Minas Gerais.

O conceito e as características do fundo foram desenvolvidos com a participação da Apolo Renováveis que será uma das empresas responsáveis pelo desenvolvimento e implantação física dos projetos.

Este será o primeiro de uma série de fundos com estas características”, afirma Pedro Camanho, sócio fundador da Apolo Energia e Chief Investment Officer (CIO) da Apolo Asset.

“Quando iniciamos a Apolo Energia em 2017 tínhamos alguns objetivos que estão em vias de se concretizar: criar projetos de geração de energia renovável e barata, com retornos acima da média para o investidor”, diz.  E acrescenta: “Queríamos, também, contribuir para a geração de emprego e o desenvolvimento regional”.

Preocupações como essas pautaram a gestora de recursos a obter, pela Sitawi, a certificação do fundo FIP Polaris agora formalmente reconhecido como um investimento ESG “verde escuro”.

O termo vem do inglês – Environmental, Social and Governance -, e indica que seus ativos seguem os Princípios para Investimento Sustentável da Comunidade Econômica Europeia, focados na adoção de preceitos de responsabilidade socioambiental.

Contas de luz até 20% mais baratas

As usinas a serem financiadas pelo fundo FIP Polaris terão uma capacidade próxima a 100 MWp de potência e permitirão a grupos de pequenos empresários e a consumidores individuais – reunidos em consórcios ou em cooperativas – uma redução média na conta de luz entre 12% e 20%.

“Traduzindo em miúdos, nossas usinas fornecerão energia mais barata e sustentável para padarias, restaurantes, churrascarias e outros estabelecimentos de pequeno e médio portes em Minas Gerais”, afirma Camanho.

Segundo Rodrigo Leite, diretor da Apolo Renováveis, foram analisados mais de 400 projetos desde 2017 usando a expertise da Apolo Energia, que reúne profissionais com experiência tanto de mercado financeiro, quanto de setor de energia. A primeira usina de geração distribuída do FIP Polaris terá a sua construção iniciada já em agosto.

“Ela será construída em um terreno de 20 hectares dentro da área de concessão da CEMIG, na região de Pedra do Indaiá”, acrescenta Leite.

“Por questões de regulamentação do setor, essa usina só poderá gerar energia para consumidores dentro da mesma área da sua concessionária”, explica Leite.

Ele conta que a Apolo Renováveis entregará a usina funcionando e será responsável pela sua performance e monitoramento, por meio de sua unidade de operação e controle de qualidade.

Butique de investimentos em energia

Segundo Camanho, o primeiro fundo da Apolo reuniu 28 investidores. Pelas suas regras, prevê três anos para que o investimento seja realizado e cinco para o desinvestimento.

“Vamos chamar o investimento à medida da necessidade”, explica. Para o diretor, o fato de a empresa pertencer à Apolo Energia contribuiu de forma decisiva para a captação dos recursos. “Não estamos falando de uma gestora de ativos solo. Somos um ecossistema com amplo conhecimento do setor, o que permitiu identificar essa e outras oportunidades de investimento para nossos cotistas”, conclui.

Sobre a Apolo Energia

Criada em 2017, a Apolo Energia posiciona-se como uma plataforma única de soluções de energia, que explora a sinergia entre os seus cinco braços para melhor atender a seus clientes e investidores: 

  • Apolo Comercializadora (estratégias para a carteira própria, assim como para a precificação competitiva de produtos para clientes); 
  • Apolo Asset (gestão de recursos próprios e de terceiros por meio de fundos de investimento em energia), 
  • Apolo Lab (desenvolvimento de tecnologias para o aumento de eficiência na geração, transmissão, distribuição e consumo de energia, por meio dos fundos de P&D do setor), 
  • Apolo Renováveis (estruturação e gestão de projetos de geração de energia renovável) e 
  • Apolo Serviços (voltado à redução de gastos com energia e eficiência energética).

Site oficial: https://apoloenergia.com.br

Crédito:
Imprensa | Apolo Energia

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
Sobre Ambiental Mercantil Notícias 1401 Artigos
AMBIENTAL MERCANTIL NOTÍCIAS é um canal que promove o meio ambiente, através da promoção de tecnologias ambientais e inovações, produtos e serviços de sustentabilidade, nacionais e internacionais.