Cataki+ Longa Vida amplia projeto que utiliza app Cataki para bonificar catadores que coletarem Embalagens Longa Vida

softelec

Imagem: Augusto Godoy | Pimp My CarroçaCatador Jacson Araújo Alves durante mutirão na RELOG, na Zona Sul de São Paulo, em abril de 2022 | Iniciativa do Cataki em parceria com a Tetra Pak resulta diretamente no aumento de renda de catadores, no fortalecimento de cooperativas e associações, e contabiliza mais de 2 milhões (76 toneladas) de embalagens coletadas

Publicidade
Publicidade
CITER 2024 Piauí

Setembro de 2022 – O Cataki desenvolveu o programa Cataki+ para fortalecer a cadeia da reciclagem, aproximar os catadores autônomos das cooperativas e associações de catadores e estimular o mercado de materiais com baixas taxas de reciclagem.

A primeira edição do Cataki+ Longa Vida foi realizada em parceria com a TetraPak ao longo de 2021 para aumentar a coleta das Embalagens Longa Vida (ELVs), as tradicionais caixinhas de leite, suco, entre outras. Após os bons resultados na cidade de São Paulo, em 2022 o projeto é ampliado na capital paulistana e chega a Belo Horizonte.

Arina Aparecida, catadora da Associação de Catadores Nova Glicério (ACNG), no centro de São Paulo, comentou: “Essa parceria é muito bacana pois eles [do Cataki] conhecem bem a realidade dos catadores. É importante ir no local, conhecer as pessoas, ver o trabalho sendo feito e participar. As recompensas dão mais incentivo para as pessoas trabalharem, reciclarem o material com mais valor. Está ajudando bastante no trabalho de catadores, cooperativas e associações”.

Bons Resultados de 2021 favorecem crescimento do programa

Desde o início do programa, 145 catadores foram beneficiados com remuneração extra por cada quilo de Embalagens Longa Vida (ELVs) coletadas, além de cestas básicas, big bags, camisetas com faixa refletiva, bonés e equipamentos de proteção individual como luvas e máscaras.

Essas foram as pessoas responsáveis por coletar mais de 2 milhões de unidades de ELVs (equivalente a 76 toneladas) e venderem nos pontos consolidadores, como cooperativas de catadores e depósitos, que também fazem parte do programa.

Quem também tem papel fundamental na destinação adequada dos resíduos de difícil comercialização, que são as ELVs, são os geradores. Através do aplicativo Cataki, foram 854 solicitações de coleta do material. Qualquer um pode se cadastrar no app e solicitar uma coleta.

“Esse material era considerado lixo mesmo, descartados na natureza, sem nenhum valor. Eu levava em depósitos e ninguém queria comprar. Agora, com o projeto do Cataki, eles têm conscientizado as pessoas sobre seu valor”, nos contou Jacson Alves, catador da Zona Sul de São Paulo que participa do projeto.

Todo esse ecossistema (geradores, catadores, compradores e indústria) promove o incentivo à reciclagem com inclusão socioprodutiva de catadores autônomos, ao mesmo tempo que fortalece as associações e cooperativas de reciclagem.

Sobre o Cataki+

Por mais que existam vários tipos de materiais que podem ser reciclados, alguns tipos são mais procurados por catadoras e catadores que outros. Por quê? Pois o alumínio, por exemplo, é leve e tem maior valor para venda. Por outro lado, o vidro é pesado e não vale muito.

Para potencializar a coleta dos materiais com pouco valor, o programa funciona assim: as cooperativas e catadores vinculados ao programa recebem uma remuneração extra por cada quilo do material vendido, além de cestas básicas, big bags, camisetas e equipamentos de proteção individual.

Catadoras da ACNG durante mutirão de resgate dos benefícios em novembro de 2021. Crédito: Augusto Godoy/Pimp My Carroça

Tudo isso só é possível graças à tecnologia social do aplicativo Cataki, utilizada pelo programa para realizar o monitoramento das atividades, desenvolver a distribuição de recursos e ajudar nos processos de comercialização.

Sobre as Embalagens Longa Vida

Para garantir a segurança dos alimentos, as embalagens da Tetra Pak são compostas de papel, plástico e alumínio. A indústria consegue separar esses elementos e reaproveitá-los na fabricação de novos produtos, agora fabricados com materiais reciclados.

Nas fábricas de papel, por exemplo, há um equipamento que agita as embalagens com água, hidratando as fibras de celulose e separando-as do polietileno e do alumínio. As fibras de papel recicladas podem se transformar em caixas de papelão, tubetes, chapas, palmilhas, produtos em polpa moldada, entre outros.

Já o plástico e o alumínio são reciclados juntos, se transformando em placas e telhas na construção civil, canetas, sacolas, poltronas, peças de bicicleta e muito mais. Tudo o que estava na caixinha ganha uma nova utilidade. 

Após o consumo, separe os materiais recicláveis do lixo orgânico e rejeitos e encaminhe para a coleta seletiva. Se não houver coleta seletiva na sua região, higienize, compacte, guarde as caixinhas e faça uma solicitação de coleta com um catador através do Cataki.

Sobre o Cataki 

Lançado em 2017 pela ONG Pimp My Carroça, o Cataki é uma tecnologia social que promove conexões diretas entre o gerador de resíduos, o catador de materiais recicláveis e o restante da cadeia da reciclagem. Atualmente, há aproximadamente 4 mil catadores conectados na plataforma – e espalhados por mais de mil cidades do Brasil. 

Até hoje, já foram realizados cerca de 300 mil downloads do Cataki. De acordo com uma pesquisa realizada pela Move Social em 2019, o Cataki aumenta, em média, 64% a renda dos catadores cadastrados no app.

Disponível gratuitamente para iOS e Android, o app permite que o usuário visualize o profissional da reciclagem mais próximo e entre em contato diretamente (via telefone ou WhatsApp) para negociar a retirada e o pagamento pelo serviço. O aplicativo é sem fins lucrativos e não remunera os profissionais cadastrados.

Para saber mais sobre o Cataki e seu funcionamento social acesse nosso Instagram @catakiapp ou https://www.cataki.org/

Crédito:
Imprensa | Cataki+

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
Sobre Ambiental Mercantil Notícias 5109 Artigos
AMBIENTAL MERCANTIL é sobre ESG, Sustentabilidade, Economia Circular, Resíduos, Reciclagem, Saneamento, Energias e muito mais!