Em iniciativa pioneira, empresas brasileiras se unem para produzir primeira linha de móveis sustentáveis de ponta a ponta

softelec
Feito para ter o menor impacto na natureza e o maior impacto no seu ambiente.
Feito para ter o menor impacto na natureza e o maior impacto no seu ambiente.

Imagem: Divulgação | Cinco empresas brasileiras se juntam para produzir a primeira linha de móveis 100% sustentáveis em sua produção, de ponta a ponta, pensando no futuro do planeta

Publicidade
Publicidade
AMBIENTAL MERCANTIL

Setembro de 2022 – A JB Bechara, empresa com tradição familiar de um século na produção de móveis e a Grape ESG, líder nacional em soluções de estratégias de sustentabilidade para empresas, se uniram para criar uma linha de móveis sustentáveis, envolvendo toda a cadeia de valor, conceitos de economia circular e impacto positivo.

Na iniciativa, todas as etapas – do fornecedor da madeira até o banco financiador da produção – atendem às estratégias de ESG e, de forma pioneira, dão origem ao primeiro móvel 100% sustentável a custo popular no país.

A linha sustentável é composta por mesa e banqueta e representa uma verdadeira revolução, com menos impacto e mais cuidado com o meio ambiente e com as pessoas.

Divulgação

Bechara instituiu como valores fundamentais na empresa a sustentabilidade, a governança e a diversidade. Rodrigo é a quarta geração da família na administração da JB Bechara, localizada em Tanabi, interior de São Paulo. 

Foto: Rodrigo Bechara,
CEO da JB Bechara

“O grande paradigma que nós vamos quebrar é produzir um móvel a custo popular. Hoje, infelizmente, a sustentabilidade ainda é direcionada somente ao público A. Vamos oferecer à sociedade um contato direto com algo que é verdadeiramente sustentável. E é isso que nós estamos propondo”, conta o CEO da JB Bechara, Rodrigo Bechara.

“Criamos a cultura de sustentabilidade dentro da nossa empresa. Foram praticamente dois anos trabalhando internamente para que nós pudéssemos elaborar esse produto. Esse foi o primeiro grande desafio”, conta Rodrigo. 

Para a produção da primeira linha de móveis sustentáveis da companhia, as mudanças começaram na própria moveleira, que realizou uma reestruturação na produção, com redução de 50% do maquinário e a criação de um comitê interno de sustentabilidade com seus funcionários.

Foto: Ricardo Assumpção,
Co-fundador da Grape ESG

“Este é um projeto pioneiro, que nasceu com todos os elos da cadeia de valor priorizando aspectos de ESG. É uma linha que minimiza o impacto ambiental por meio da madeira certificada, proveniente de uma floresta plantada para este fim”, explica Ricardo Assumpção, cofundador da Grape ESG.

Elos da cadeia de valor

Para desenvolver a linha de móveis em busca dos menores impactos socioambientais, buscamos parceiros que também abraçaram a causa. Uma delas é a Duratex, considerada a maior produtora de painéis de madeira industrializada do Hemisfério Sul, que irá fornecer os painéis para a produção do mobiliário. Os painéis Duratex são produzidos com madeira certificada, provenientes de reflorestamento. Para mais informações sobre a origem da madeira, os clientes poderão acessar um QR Code impresso nos móveis que será direcionado para um site.

Embalagem sustentável

Foto: Gabriella Michelucci,
Diretora de papelão ondulado da Klabin

A embalagem, feita em 100% de papelão ondulado, foi desenvolvida a partir de fontes renováveis e com exclusividade para o projeto pela Klabin, maior produtora e exportadora de papéis para embalagens e de soluções sustentáveis em embalagens de papel do Brasil.
A fim de diminuir a quantidade de resíduos descartados e incentivar a reutilização do material, as embalagens trarão indicações de recorte e montagem de um cachepô. O manual de montagem dos moveis, feito de papel reciclado com sementes de flores, poderá ser plantado. 

Acabamento com tintas e vernizes de baixa toxicidade

Divulgação
Divulgação

O acabamento dos móveis, é fornecido pela Renner Sayerlack, que desenvolve tintas e vernizes de baixa toxicidade, com o propósito de tratar, proteger e embelezar a madeira para que seu ciclo de vida seja o mais longo possível. A empresa de mais de 53 anos, investe para que as etapas do processo de fabricação tenham cada vez menos impacto ao meio ambiente: desde a pesquisa e desenvolvimento de produtos com matérias primas de fontes renováveis, formulações isentas de metais pesados, resinas de baixo teor de ácido acrílico livre e de solvente residual, até o tratamento de toda a água utilizada em sua planta, além da reciclagem ou reaproveitamento de resíduos. 

Para Marcelo Cenacchi, diretor geral da Renner Sayerlack, um dos valores da Sayerlack é assegurar a perenidade da companhia servindo a sociedade dentro dos preceitos do desenvolvimento sustentável. 

Foto: Marcelo Cenacchi,
Diretor geral da Renner Sayerlack

“Nos engajamos no projeto da JB Bechara pois acreditamos no potencial da madeira como matéria prima renovável e por direcionar todo o nosso desenvolvimento para produtos mais amigáveis ao meio ambiente e que garantam vida longa a madeira em todos os seus usos”.

Site oficial: https://jbimpct0.com.br

Crédito:
Imprensa | JB

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
Sobre Ambiental Mercantil Notícias 5263 Artigos
AMBIENTAL MERCANTIL é sobre ESG, Sustentabilidade, Economia Circular, Resíduos, Reciclagem, Saneamento, Energias e muito mais!