12 mil unidades da CDHU receberam módulos fotovoltaicos gerar energia solar e reduzir conta de luz das famílias

softelec
SDUH e CDHU entregam 1,7 mil escrituras de financiamento habitacional e assinam novos contratos.
SDUH e CDHU entregam 1,7 mil escrituras de financiamento habitacional e assinam novos.

Imagem: Divulgação | Com mais de oito mil casas já entregues e outras quatro mil em construção, a companhia reduz a conta de luz das famílias atendidas pelo Programa Nossa Casa e contribui para eficiência energética do País

Publicidade
Publicidade
CITER 2024 Piauí

Março de 2023 – O Brasil entrou oficialmente na lista de dez nações que mais produzem energia solar, na última terça-feira (21/3). Foi também o país que mais ganhou posições no ranking de 2022, saltando da 14ª para a inédita 8ª colocação no ranking mundial de capacidade operacional de energia solar, divulgado pela Agência Internacional de Energia Renovável (IRENA).

O resultado reforça a imagem e o potencial do Brasil como um dos gigantes da economia verde, contou com a contribuição do governo de São Paulo.

Desde 2018, a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) vem contribuindo para a eficiência energética com a implantação das placas fotovoltaicas nos conjuntos habitacionais produzidos pela Companhia. Voltada para a construção de habitações de interesse social a incorporação da tecnologia tinha como objetivo reduzir o custo da conta de energia elétrica para as famílias beneficiadas pelo programa Nossa Casa, que têm renda composta entre um e 10 salários mínimos.

Estudos sobre o perfil do consumo de energia elétrica entre os moradores das casas construídas pela CDHU revelaram o consumo médio de 140 kWh por mês. As placas fotovoltaicas instaladas nas unidades habitacionais têm capacidade de gerar, em média mensalmente 80kWh. A economia é potencializada com lâmpadas LED, que são instaladas antes da entrega das moradias e proporcionam uma diminuição estimada de 10kWh no consumo. Dessa forma, chega-se a um consumo médio de 50 kWh por mês, faixa mínima de tarifa de energia elétrica.

Foto: Moradias populares entregues pela CDHU, com placas fotovoltaicas instaladas

“Os moradores ficam dentro da faixa de cobrança mínima de tarifa de energia elétrica, que corresponde a 50 kw/h mês. Isso muda tem um reflexo na economia financeira da família. Mesmo que haja um pequeno aumento do consumo, ainda assim a economia é significativa”, explica Sílvio Vasconcellos, diretor técnico da CDHU.

Marlenice Hesse, moradora em um conjunto habitacional da CDHU em Torre de Pedra, está muito feliz com a placa solar. Ela desembolsava antes da instalação da placa, cerca de R$ 140 e agora no máximo R$ 60.

“Com o dinheiro que estou economizando, pago a conta de agua e outras coisas necessárias para minha casa”, disse.

O gerador instalado nas casas da CDHU é composto por duas placas fotovoltaicas. Um medidor bidirecional, instalado pela concessionária, mede tanto a energia injetada na rede, quanto o consumo geral da residência. O excedente gerado durante o dia é transferido para a rede de fornecimento da distribuidora, sendo esse abatido do valor da conta de energia da casa automaticamente. Ou seja, o sistema não depende do usuário para ser bem aproveitado.

Fonte limpa e renovável, a tecnologia é utilizada desde 2018, quando todas os novos projetos de casas da CDHU passaram a contar com sistema fotovoltaico.

Já foram entregues 95 empreendimentos, totalizando 8.391 unidades habitacionais com o equipamento. Estão previstos outros 73 empreendimentos, que correspondem a 3.954 unidades habitacionais, já em construção.

A utilização da tecnologia mostra como é possível aliar sustentabilidade e a preservação do meio ambiente com eficiência econômica e o ganho social proporcionado pela redução dos custos de consumo e manutenção para os futuros moradores.

Perfil do consumo de energia elétrica nas casas da CDHU com placas fotovoltaicas:

  • Consumo médio das residências da CDHU – 140 kWh/ mês
  • Energia gerada pelo sistema fotovoltaico – 80 kWh / mês
  • Economia com a Instalação de lâmpadas LED – 10 kWh / mês
  • Total de kWh a pagar no fim do mês = 50 kWh / mês

Link oficial: https://cdhu.sp.gov.br

Imprensa

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
Sobre Ambiental Mercantil Notícias 5207 Artigos
AMBIENTAL MERCANTIL é sobre ESG, Sustentabilidade, Economia Circular, Resíduos, Reciclagem, Saneamento, Energias e muito mais!