Fortescue e FIEC firmam parceria para impulsionar cadeia de valor do H2V e economia verde no Ceará

softelec
Foto: Presidente da Fiec, Ricardo Cavalcante e Sebastián Delgui, Gerente de Comunidade e Desempenho Social na Fortescue América Latina.
Foto: Presidente da Fiec, Ricardo Cavalcante e Sebastián Delgui, Gerente de Comunidade e Desempenho Social na Fortescue América Latina.

Imagem: Divulgação

Publicidade
Publicidade
CITER 2024 Piauí

Maio de 2024 – Em um movimento estratégico para fortalecer o desenvolvimento da cadeia de valor do hidrogênio verde (H2V) no Estado do Ceará, a empresa global de energia verde e tecnologia Fortescue, a Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), por meio do seu Serviço Social da Indústria (SESI) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), anunciaram, na terça-feira (07/05), uma parceria que visa estabelecer um grupo de trabalho dedicado a desenvolver iniciativas de apoio à geração de empregos e qualificação de trabalhadores nos setores ligados à energia renovável e economia verde.

Pela Fortescue, o acordo foi assinado pelo Gerente de Comunidade e Desempenho Social na América Latina, Hugo Diogo e, remotamente, pelo Gerente Regional de Relações Governamentais e Comunidades da Fortescue, Sebastián Delgui. Já a FIEC foi representada pelo Presidente Ricardo Cavalcante; pelo 1º Vice-Presidente, Carlos Prado; pelo Diretor Administrativo, Edgar Gadelha; e pelo Diretor Regional do SENAI e Superintendente Regional do SESI Ceará, Paulo André Holanda.

A Fortescue é uma empresa de matriz australiana que está construindo um portfólio global de projetos de hidrogênio e amônia verdes, energias renováveis, como eólicas e solar fotovoltaica, e soluções tecnológicas para a uma revolução verde que descarbonize o mundo.

No Brasil, a Fortescue desenvolve o projeto para produção de hidrogênio verde (H2V) avaliado em US$ 5 bilhões no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), no Estado do Ceará. Somente na fase de construção, a expectativa é que sejam gerados 5 mil empregos no pico.

A parceria é parte prevista do avanço do projeto da Fortescue, que está em fase de pré-viabilidade e cujo avanço para a fase de construção depende de uma decisão final de investimento da empresa. A iniciativa também faz parte dos altos padrões da empresa de relacionamento com as comunidades onde desenvolve projetos, dentro da sua política de transição justa com inclusão social, como parte da revolução verde que a empresa faz no mundo.

A assinatura para criação da cooperação com o grupo de trabalho concentra esforços em várias frentes importantes para a transição energética e também para uma economia baseada em valores sustentáveis, com foco particular na cadeia de valor do H2V.

O Gerente de Comunidade e Desempenho Social na América Latina, Hugo Diogo, destacou o compromisso da Fortescue com a sustentabilidade e o desenvolvimento local. O acordo assinado hoje faz parte do plano de conteúdo local da empresa, que é desenvolvido com base em quatro pilares: educação voltada para uma economia verde; fomento ao emprego; apoio a pequenas e médias empresas e a pequenos fornecedores locais; e pesquisa focada no desenvolvimento social.

“Vamos trabalhar simultaneamente nestes quatro pilares e, como parte deste plano de conteúdo local, hoje celebramos esta parceria com a FIEC para uma agenda de transição energética justa, onde estabeleceremos um plano de trabalho ao longo deste ano e do próximo para trocar informações e conhecimentos e detalhar as ações estratégicas que podemos desenvolver para impulsionar esta transformação”, expressou Diogo.

A importância da cooperação com a Fortescue para a economia local e nacional e também para o cenário de transição energética global, que é urgente, foi ressaltada pelo presidente da FIEC, Ricardo Cavalcante, na assinatura.

“A FIEC está muito focada e preparada em tocar esses projetos, que são revolucionários não só no Ceará, mas no planeta e em qualquer lugar. A Federação se sente muito honrada em saber que uma multinacional como a Fortescue está conosco, com o SENAI e com todo nosso corpo técnico para que possamos dar respostas às necessidades. Boa parte dessas respostas nós já temos, porque já estamos estudando e trabalhando há mais de três anos”, disse.

Objetivos

O desenvolvimento, promoção e contratação de mão de obra local é um dos pilares do engajamento de alto padrão da Fortescue com as comunidades dos projetos onde trabalha como ação de uma transição justa. Assim, entre os objetivos da cooperação entre FIEC e Fortescue destacam-se identificar funções e resultados de aprendizagem para a construção e operação de instalações na cadeia de valor do H2V, a fim de desenvolver programas de formação profissional adequados; explorar oportunidades e desenvolver programas de apoio para empresas locais se envolverem na cadeia de valor do H2V; e desenvolver programas específicos para apoiar a inclusão de comunidades indígenas e tradicionais, mulheres e pessoas com deficiência em oportunidades de emprego e negócios ligados ao H2V.

O acordo também visa promover programas de transição justa para comunidades locais, assegurando que a mudança para uma economia verde seja inclusiva e equitativa, e influenciar a política governamental nessa área.

Sobre a Fortescue

A Fortescue está focada em se tornar a empresa número um integrada em energia verde, pesquisa de minerais para a transição energética e tecnologia, reconhecida por sua cultura, inovação e desenvolvimento líder do setor de tecnologia, infraestrutura e iniciativas de energia verde. A empresa está liderando a revolução industrial verde, construindo um portfólio global de projetos de amônia e hidrogênio verdes renováveis e soluções de tecnologia verde, ao mesmo tempo em que lidera o esforço global para ajudar a descarbonizar setores difíceis de reduzir, incluindo nossas próprias operações até 2030.

Site oficial: Green hydrogen | Fortescue

Imprensa

Se interessa pelo tema Hidrogênio Verde? Então acompanhe as publicações do nosso colunista Eng. Frederico Freitas, especialista no assunto:

Frederico Freitas é Engenheiro Eletricista, PMP® PMI® (USA) e PM4R® pelo BID, e escreve periodicamente como colunista para o canal AMBIENTAL MERCANTIL.
Frederico Freitas é Engenheiro Eletricista, PMP® PMI® (USA) e PM4R® pelo BID, e escreve periodicamente como colunista colaborador para o canal AMBIENTAL MERCANTIL.

Temas Relacionados

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
Sobre Ambiental Mercantil Notícias 5111 Artigos
AMBIENTAL MERCANTIL é sobre ESG, Sustentabilidade, Economia Circular, Resíduos, Reciclagem, Saneamento, Energias e muito mais!