Últimas notícias

NO DIA 06/10 ACONTECE O LANÇAMENTO OFICIAL DO INSTITUTO AGENDA URBANA BRASIL

O evento de lançamento do INSTITUTO AGENDA URBANA BRASIL (IAUB), instituição de natureza associativa civil, sem fins lucrativos, que tem como foco a retomada verde da sociedade global

O Instituto Agenda Urbana Brasil surgiu de um grupo de participantes do Whatsapp. Um Instituto que antes de começar, já possui aproximadamente 50 associados.

A missão da IAUB é a união da academia com o “chão de fábrica” para garantir soluções em políticas públicas e inovações ambientais com foco no desenvolvimento sustentável do Brasil e do mundo. O principal objetivo do IAUB é de proporcionar novas e melhores entregas em inovações e políticas públicas ambientais para o desenvolvimento sustentável do Brasil.

Imagem: site IAUB

O IAUB deseja promover várias ações e proporcionar o avanço de vários setores ambientais através de discussões, projetos e metas. As metas iniciais pretendem abordar:

Advocacy, Compliance e Relações Institucionais e Governamentais do IAUB 

O Instituto Agenda Urbana Brasil busca definir estratégias para que seus consultores e associados possam contribuir para o alcance das metas determinadas e compromissos assumidos pelo Brasil nas diversas agendas ligadas à sustentabilidade, equilíbrio ambiental e enfrentamento da crise climática por meio do fortalecimento de ações e projetos estruturados em nível subnacional e local. Lidando com questões intrinsecamente ligadas à atuação das Consultorias e Câmaras Técnicas do IAUB, esse espaço multidisciplinar congrega toda a expertise e visão do conjunto de profissionais que aderiram à rede de forma permeável e colaborativa.

META:
Promover o desenvolvimento e a implementação de ações institucionais e governamentais no âmbito nacional e internacional a fim de realizar a execução das diretivas do IAUB, no que se refere a temas socioambientais no contexto urbano. Além da construção e da integração de políticas públicas ambientais efetivas para o Brasil.

Agendas Globais

O Instituto Agenda Urbana Brasil busca definir estratégias para que seus consultores e associados possam contribuir para o alcance das metas determinadas e compromissos assumidos pelo Brasil nas diversas agendas ligadas à sustentabilidade, equilíbrio ambiental e enfrentamento da crise climática por meio do fortalecimento de ações e projetos estruturados em nível subnacional e local. Lidando com questões intrinsecamente ligadas à atuação das Consultorias e Câmaras Técnicas do IAUB, esse espaço multidisciplinar congrega toda a expertise e visão do conjunto de profissionais que aderiram à rede de forma permeável e colaborativa.

METAS:

  • Consolidar um corpo técnico multidisciplinar de profissionais interessados na sinergia entre a agenda ambiental e climática e a tendência de urbanização;
  • Acompanhar, analisar e contribuir para a publicação de relatórios e documentos técnicos que permitam o acompanhamento do alcance das metas estabelecidas para a Agenda 2030, os ODS e a NDC;
  • Construir parcerias que promovam a ampla divulgação de informações e garantam a sua acessibilidade a todos os segmentos sociais;
  • Promover o debate, a discussão técnica qualificada, a inclusão e a justiça social por meio da elaboração de projetos e assessoramento técnico a outras organizações e instituições nos temas que lhe compete;
  • Organizar espaços de troca de conhecimento com a realização de ações de capacitação que promovam a incorporação dos princípios da sustentabilidade e da transição para uma economia de baixo carbono nos ambientes urbanos, industriais e rurais; e
  • Contribuir para a incorporação das agendas globais e dos objetivos dos acordos multilaterais às políticas públicas urbanas e de desenvolvimento regional.

Agricultura Urbana

Agricultura urbana é o exercício de diversas ações relacionadas à produção de alimentos e conservação dos recursos naturais dentro dos centros urbanos. É uma estratégia de fornecimento de alimentos com baixa e/ou ausência de incidência de resíduos químicos, de geração de empregos, além de contribuir para a segurança alimentar e melhoria da nutrição dos habitantes das cidades.

METAS:

  • Desenvolver modelos de agricultura urbana de acordo com as características locais e regionais.
  • Fomentar a produção agrícola orgânica e o desenvolvimento de insumo biológicos para a produção.
  • Atuar em projetos e em capacitação junto as entidades públicas ou privadas no estudo de melhorias em localidades que já trabalham com a agricultura urbana.
  • Participar de comissão no Ministério da Agricultura e no Ministério de Meio Ambiente, apresentar proposições de fomentar junto aos órgãos públicos.

Economia Circular

Tem-se como Economia Circular fluxos circulares de reutilização, restauração e renovação onde se prime pela internalização dos resíduos na forma de insumos, bem como a ampliação da vida útil dos produtos na busca por um desenvolvimento não predatório e sustentável, onde o descarte final dos resíduos somente aconteça quando estes forem efetivamente inservíveis.

METAS:

  • Projetos e capacitação técnica de entidades públicas ou privadas, baseadas nas Escolas de Pensamento da Economia Circular, visando preparar os atores para atender melhor a essa demanda, com parcerias externas;
  • Desenvolver parcerias institucionais para a criação ou redesenho de produtos, modelos construtivos, produção limpa e sustentável, distribuição e uso, organizar a gestão dos resíduos e a logística reversa, levando em conta o seu ciclo de vida, visando voltar a cadeia produtiva;
  • Divulgar “Modelos de Negócios Circulares”, onde a redução de energia, água e resíduos se faz através de campanhas educativas de incentivo ao uso responsável, projetos eficientes e engajamento dos envolvidos; e
  • Trabalhar em projetos alinhados com as ODS´s e Agenda 2030.

Eficiência Energética

Eficiência energética significa minimizar perdas, empregar a energia consumida de forma inteligente e com a eficácia dos sistemas envolvidos. Empregar as Normas de segurança de forma a tornar a edificação eficiente e segura.

METAS

  • Oferecer alternativas para redução do consumo de energia e promover a ampliação da matriz energética no Brasil através do fomento das fontes renováveis de energia;
  • Desenvolver projetos, programas e pesquisas, difundindo práticas e tecnologias apropriadas, para adequar construções aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), relacionadas as suas áreas de atuação;
  • Prestar subsídios e capacitação a entidades públicas ou privadas no estudo de melhorias e substituição de sistemas obsoletos por sistemas atualizados, incrementando segurança funcional, patrimonial e capacitando profissionais de manutenção direcionados a melhoria contínua dos sistemas existentes;
  • Emitir pareceres, legal opinion e peritagem atreladas as respectivas áreas de competência;
  • Engendrar esforços para promover o diálogo entre as representações do segmento de geração de energias renováveis; e
  • Apoiar o mix de Energias renováveis como o correto caminho de alcançar o nível ótimo e a diversificação da matriz energética Brasileira.

Eficiência Hídrica

A eficiência hídrica remete-se a otimização do consumo da água, evitando desperdícios e perdas em suas mais diversas formas (estrutura precária de captação, gastos demasiados, perda de carga, entre outras).

METAS:

  • Promover a defesa dos Recursos Hídricos, a conservação de água e o fomento da utilização da água de reuso;
  • Promover e fomentar ações que contribuam para a prevenção e mitigação de impactos ambientais, bem como para a recuperação de passivos ambientais;
  • Desenvolver trabalhos, projetos, programas, pesquisas e difundir práticas e tecnologias apropriadas ligadas aos objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS);
  • Realizar Projetos conjuntos com entidades públicas e ou privadas, com foco na análise regulatória dos instrumentos firmados, planos de negócios e investimentos na área de infraestrutura do saneamento básico, a partir de uma abordagem multidisciplinar e integrada;
  • Ampliar o reaproveitamento da água;
  • Buscar a melhora significativa do uso de recursos hídricos, reduzindo pressões qualitativas e quantitativas; e
  • Engendrar esforços em projetos que visem a recuperação dos corpos hídricos urbanos.


SERVIÇOS:
QUANDO: 06/10/2020 – 17:00
WEBINAR DE LANÇAMENTO DO IAUB VIA YOUTUBE
LINK DE TRANSMISSÃO: 
https://www.youtube.com/watch?v=MDjVLpWBJe0


Crédito:
Redação Ambiental Mercantil | Site IAUB