Bienal do Lixo de São Paulo confirma programação da Mostra de Cinema

softelec

Imagem: Divulgação | Serão exibidas 18 produções, entre médias e curtas-metragens, documentários e vídeos sobre temáticas relacionadas à sustentabilidade, lixo e meio ambiente

Publicidade
Publicidade
AMBIENTAL MERCANTIL

São Paulo, maio de 2022 – A Bienal do Lixo, que acontecerá de 26 de maio a 05 de junho, no Parque Villa-Lobos, em São Paulo, anuncia a programação da Mostra de Cinema da primeira edição do evento. Nos dias 28/05, 30/05 e 04/06, 18 produções entre médias e curtas-metragens, documentários e vídeos, serão apresentados em sessões no auditório da Biblioteca Parque Villa-Lobos. Além disso, serão promovidos diálogos com diretores e produtores dos filmes exibidos e convidados, aula experimental de criação com materiais reciclados e conversas relacionadas à arte, sustentabilidade, destino do lixo e resíduos orgânicos.

A programação é gratuita e o cadastro para retirar os ingressos deve ser feito no site www.bienaldolixo.com.br.

A Bienal do Lixo é um projeto inspirado em uma corrente artística mundial inovadora, que impulsionada pelos problemas ambientais da atualidade, não se limita apenas em incluir o meio ambiente em suas criações, mas o converte na própria obra para promover a conscientização sobre a preservação do planeta. É realizado pela Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo juntamente com as agências culturais La Mela e Usina, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, e contará ainda com exposições de artes visuais, intervenções artísticas, oficinas, palestras e painéis de diálogos sobre a temática.

Para a equipe de curadoria da Mostra de Cinema, comandada por Luanna Negreiros , Roberto Gazzi e Junior Baaruch, da All Records, a programação traz a importância de retratar o tema ambiental na indústria cinematográfica.

“A produção audiovisual é, nos tempos atuais, a principal forma de divulgação de informações para os mais jovens. E não só para eles. Este fato acaba estimulando a produção de conteúdo para todos os veículos, abrangendo todos os temas. A questão do lixo, da economia circular e da sustentabilidade já está presente em milhares de obras, entre curtas, médias e longas metragens e séries”, dizem os curadores, que viram mais de 300 produções para escolher as 18 obras que serão apresentadas, trazendo uma visão geral destes desafios da sociedade.

A abertura da Mostra de Cinema será no dia 28/05, às 14h30, com a participação de Luanna Negreiros, Junior Baaruch, Dani Didonato e Roberto Gazzi.

A primeira exibição, às 14h45, será do documentário contemplado com o Prêmio Nelson Seixas 2019, da Secretaria de Cultura de São José do Rio Preto (SP): “O lixo nosso de cada dia”, com direção de Fernanda Barban. A obra provoca reflexões sobre os caminhos do lixo em Rio Preto e retrata a relação que a sociedade tem com o lixo que produz.

Às 15h20, o documentário “ScenaRIO: Sustentabilidade em Ação” mostra a criatividade dos cidadãos do Rio de Janeiro em ação para o desenvolvimento sustentável. Mais um documentário, “Instituto Favela da Paz”, sobre o projeto “Instituto Favela DOC Veneza” dirigido por Atelier O’Reilly Architecture & Partners, será exibido às 16h10, seguido de Roda de Diálogo com os convidados Fabinho Miranda, Helen Miranda e Cláudio Miranda.

A programação segue às 16h30, com o curta “Quem tem medo de compostagem? Metareciclagem”, seguido de palestra de José Sales Neto (Metareciclagem) e da Roda de Diálogo com os curadores. Ainda, “Moda Sustentável – um documentário sobre o consumo consciente” terá sua exibição às 17h15; o documentário “Arte Sustentável MOSTRACOM 2013, às 17h40; e a exposição virtual “Arte, Educação e Sustentabilidade”, de Marcos Lanziero, às 17h45. Haverá também uma amostra da aula de experimentação e criação de instrumentos musicais reciclados e apresentação do robô de lixo eletrônico, do Professor Gigabytes, às 17h.

No dia 30 de maio, o média-metragem “Brasil Orgânico, de Daniela Klock e Ligia Brancher, que trata do cultivo sem veneno no país, reunindo iniciativas de pessoas que têm na produção de alimentos orgânicos uma ideologia de vida, está previsto para ser exibido às 14h45. A “Aula de Arte e Sustentabilidade”, que aborda temas como a exploração de recursos naturais de forma controlada, o consumo de produtos ecologicamente corretos e exemplos de atitudes sustentáveis, da professora Milena Rodriguez, será às 15h50.

Às 16h, “Abelhas”, curta lançado pela Liga da Mata, projeto de autoria de Sérgio Kalili, diretor premiado em 60 festivais, chama a atenção para o problema da extinção das abelhas. Após a exibição, ele fala sobre meio ambiente e folclore na Roda de Diálogo.

“João Ambiente – Projeto de Educação Ambiental Infantil”, curta que aborda o tema sustentabilidade de forma didática e lúdica, trazendo uma fácil conexão ao mundo infantil, terá sua exibição às 16h38. Às 16h55 terá início a sessão infantil dos curtas-metragens com a exibição de “Turma da Mônica – Um plano para Salvar o Planeta”, seguida de Roda de Diálogo dos curadores e a equipe da Mauricio de Sousa Produções.

O último dia (04/06) da Mostra de Cinema da Bienal do Lixo traz a exibição do média-metragem “Cultura do Desperdício – Por uma sociedade mais consciente”, de Paula Galacini, às 14h45; seguida de Roda de Diálogos dos curadores com os convidados Ivana Moreira, Sergio Kalili e a cineasta Bárbara Sturm. Às 16h, haverá apresentação do curta-metragem “Exposição Sutentabilidade? O que é isso?”, projeto do INES (Instituto Nacional de Educação de Surdos) em parceria com o Museu Ciência e Vida.

Às 16h10, será apresentados o conteúdo infantil da Mostra de Cinema da BIENAL DO LIXO com uma palestra do criador da marca Luna, Kiko Mistorigo, que vai falar sobre o processo de formação dos personagens da marca “Show da Luna” e comentar sobre os dois curtas programados para serem exibidos no evento, além de falar sobre sustentabilidade, tema recorrente na produção. Às 16h50, será exibido “O Show da Luna – Uma Coisa Vira Outra e Verdes Folhas” e, às 17h10, “Mundo Bita – Nem Tudo que Sobra é Lixo”.

Às 17h15, aprentação do curta “Green Building Council Brasil”, de Roberto Gazzi e Felipe Faria, da ONG GBC BRASIL, referência internacional em edificações sustententáveis, seguido de Roda de Diálogo sobre “Conceitos de Construção Sustentável – certificações Leed, energia renovável e impactos socioambientais”, que encerra a programação.

O projeto está sendo executado pelas agências La Mela e Usina, a partir de um projeto incentivado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, da Secretaria Especial da Cultura, do Ministério do Turismo do Governo Federal, patrocinado e apresentado pelo Ministério do Turismo e Unilever juntamente com patrocínio da Tetra PakValgroupIrani Papel e EmbalagemIbemaKlabinLoga e EcoUrbis. Apoio da Jovem Pan News, Tenda Atacado, Contemar e Papirus.

As principais entidades do setor também apoiam institucionalmente a Bienal do Lixo como AbeaçoProlataAbreABREE, Abren, Abrelpe, AbralatasLimpa BrasilTampinha LegalIbá e Instituto Venturi, que coordena o Fórum Internacional de Resíduos Sólidos.

SERVIÇO – BIENAL DO LIXO

Data/Horário: 26/05, das 17h30 às 22h; 27/05 a 05/06/22, das 10h às 18h
Local: Parque Villa-Lobos e Biblioteca Parque Villa-Lobos
Endereço: Av. Professor Fonseca Rodrigues, 2001, Alto dos Pinheiros – São Paulo – SP
Site oficial: http://www.bienaldolixo.com.br/
Facebook/Instagram: @bienaldolixo

Crédito:
Imprensa | Bienal do Lixo

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
About Ambiental Mercantil Notícias 5351 Articles
AMBIENTAL MERCANTIL é sobre ESG, Sustentabilidade, Economia Circular, Resíduos, Reciclagem, Saneamento, Energias e muito mais!