5 formas de economizar na conta de luz utilizando energia solar

softelec

Imagem: Divulgação | Novas tecnologias não requerem a instalação de placas solares e ainda trazem economia

Publicidade
Publicidade
AMBIENTAL MERCANTIL

Agosto de 2023 –Uma das pautas ambientais mais discutidas é o uso de energia renovável. O acesso universal a serviços energéticos é um dos objetivos da ONU (Organizações das Nações Unidas) até 2030, e a energia solar é a principal aposta. Pesquisa realizada pela Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel) mostrou que oito em cada dez brasileiros consideram alto ou muito alto o preço da energia elétrica no país.

A constatação foi realizada por meio do estudo “Opinião do Brasileiro sobre Setor Elétrico”, que ouviu mais de duas mil pessoas de 130 municípios. Segundo o levantamento, 81% dos brasileiros desejariam poder escolher a empresa fornecedora de energia. Além disso, segundo dados da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), a geração de energia elétrica a partir de fontes renováveis no ano passado aumentou 92%, o que mostra que além de querer mais liberdade, o consumidor brasileiro está de olho em fontes mais sustentáveis e econômicas.

No Brasil, uma nova tecnologia tem crescido: é a chamada energia limpa compartilhada, que também é chamada de energia por assinatura.

“Apesar do nome energia por assinatura, não há qualquer mensalidade ou valor de assinatura a ser pago mensalmente, além é claro da própria conta de consumo de luz, que acaba saindo mais barata. O termo energia por assinatura se popularizou por conta da similaridade que tem com o processo de escolha que já nos habituamos a fazer em relação à operadora de celular ou de TV, por exemplo”, explica o CEO da Juntos Energia José Otávio Bustamante.

Nesse sistema, não há necessidade de instalação de placas solares, que além de ser um investimento nem sempre acessível para parte dos brasileiros, também requer um espaço que pode não estar disponível, como no caso de apartamentos.

“Tanto o consumidor residencial quanto o empresarial podem se beneficiar com a economia resultante do uso da energia limpa. Além disso, há a redução dos impactos no meio ambiente e nas mudanças climáticas”, ressalta Bustamante.

Mas como a energia solar pode ser mais econômica do que a energia elétrica?

Saiba mais:

1) Nem sempre há necessidade de instalar placas solares

Como falado acima, quando há opção pela energia limpa por assinatura, ela é fornecida por meio da rede elétrica da distribuidora que atende a região, sem necessidade de instalar nenhum equipamento adicional, o que torna o processo mais fácil e econômico para o consumidor.

2) Economia considerável na conta de luz

Na tecnologia de energia limpa compartilhada, a economia é garantida em cima do valor da energia gerada pelas usinas. O consumidor pode economizar o valor de até uma conta de luz inteira por ano.

3) Fonte de energia mais barata do mundo

A energia solar, bem como a energia eólica (gerada pelo vento) são consideradas as fontes de energia mais baratas do mundo. Isso acontece porque essa energia é gerada por fontes gratuitas e inesgotáveis. Além disso, com os avanços tecnológicos, os custos com a geração estão diminuindo cada vez mais.

4)  Rever hábitos que desperdiçam energia

Mesmo com o uso de energia solar, que é mais barata, a mudança de hábitos ajuda na redução de custos e também na preservação do planeta. Hábitos simples, como desligar as luzes ao sair de casa ou mesmo de algum cômodo, tornar os banhos mais rápidos, otimizar o uso da máquina de lavar e do ferro de passar, contribuem para este fim.

5) Prefira investir em equipamentos com baixo consumo de energia

Cada vez mais, os equipamentos eletrônicos e elétricos consomem menos energia. Portanto, ao adquirir novos eletrodomésticos ou outros equipamentos, sempre verifique se o item possui um selo de economia de energia, o que significa que a fabricação foi feita visando consumir menos e impactar menos o ambiente.

Unindo práticas sustentáveis do uso de energia no dia a dia à adoção da energia solar, certamente você estará contribuindo de maneira inteligente e consciente para um planeta melhor e, claro, para a saúde do seu bolso.

Juntos Energia Compartilhada

A Juntos Energia,  energytech pioneira no Brasil na tecnologia de energia compartilhada, foi a primeira empresa a conseguir conectar usinas de energia solar às redes das concessionárias. Além de reduzir os impactos no meio ambiente e nas mudanças climáticas, a tecnologia de energia compartilhada da Juntos Energia promove uma redução significativa na conta de luz todos os meses, sem necessidade de instalações de placas fotovoltaicas ou taxas de adesão. A empresa também promove uma cadeia produtiva de ganhos, gerando renda para pequenos produtores de energia em zona rural e áreas urbanas. Em 2021, foi incorporado pelo fundo de private equity americano Alothon Group e Elétron Energy, uma das maiores comercializadoras e geradoras de energia elétrica e de gás natural do Brasil.

Site oficial: https://juntosenergia.com.br

Imprensa

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
About Ambiental Mercantil Notícias 5375 Articles
AMBIENTAL MERCANTIL é sobre ESG, Sustentabilidade, Economia Circular, Resíduos, Reciclagem, Saneamento, Energias e muito mais!