Projeto de lei coloca em risco biomas como o Cerrado e a Mata Atlântica

softelec
Foto: Arquivo IPAM
Foto: Arquivo IPAM

Imagem: Divulgação | Aprovado na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados, PL flexibiliza o desmatamento de 50,6 milhões de hectares de vegetação nativa no Brasil

Publicidade
Publicidade
Equipamentos - STADLER GmbH

Abril de 2024 O Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM) demonstra preocupação com a aprovação do Projeto de Lei 364/2019 na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados. Além de seu claro risco ambiental, contribuindo para o desaparecimento de biomas fundamentais para o país, como o Cerrado e a Mata Atlântica, o projeto coloca em risco a viabilidade econômica do agronegócio brasileiro, que lidaria com um clima cada vez mais hostil e imprevisível.

Ao liberar a exploração de mais de 50 milhões de hectares de vegetação nativa, facilitando a exploração das áreas remanescentes de Cerrado e matas ciliares, o projeto ignora a importância desses ecossistemas para o abastecimento.

Sem a água produzida nessas áreas, perdemos chuva, geração de energia, empregos e alimentos.

Estudo do IPAM mostra que 50% dos municípios abrigados no Cerrado já perderam pelo menos 30% da superfície de água nos últimos 30 anos. Dados divulgados pelo SAD Cerrado dia (22) revelam que o bioma tem reduzido sua capacidade de absorção e retenção de água por conta da perda de vegetação nativa, elevando o risco hídrico de 373 municípios.

O prejuízo ambiental e climático que seria permitido pelo projeto acelerariam a catástrofe ambiental, aproximando o Brasil do ponto de não retorno em todos os biomas.

Além disso, o PL se apega à visão limitada de que apenas com a abertura de novas áreas se pode ganhar mais dinheiro no Brasil. Ao subestimar a produção de ponta que existe no País, perdemos a oportunidade de liderar o novo mercado de agropecuária sustentável e bioeconomia, que cresce rapidamente em todas as partes do mundo.

O Brasil só tem a ganhar com a conservação de sua vegetação nativa.

Nossas matas preservam de pé uma riqueza inimaginável, evitando o colapso ambiental e apontando o caminho para um futuro em que os serviços desempenhados pela biodiversidade sejam não apenas valorizados, mas entendidos como a chave para o desenvolvimento brasileiro e nosso tesouro mais precioso.

Site oficial: https://ipam.org.br/pt/

Imprensa

Temas Relacionados

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
Sobre Ambiental Mercantil Notícias 5027 Artigos
AMBIENTAL MERCANTIL é sobre ESG, Sustentabilidade, Economia Circular, Resíduos, Reciclagem, Saneamento, Energias e muito mais!