EPE desenvolve estudos sobre Hidrogênio Cinza, Azul e Turquesa em parceria com o BEP

EPE iniciou o desenvolvimento de uma série de estudos voltados produção de hidrogênio através de diferentes fontes.
EPE iniciou o desenvolvimento de uma série de estudos voltados produção de hidrogênio através de diferentes fontes.

Imagem: Chris LeBoutillier, Pixibay

A fim de contribuir para a estratégia nacional de hidrogênio de baixo carbono a EPE iniciou o desenvolvimento de uma série de estudos voltados à melhor compreensão das perspectivas para produção de hidrogênio através de diferentes fontes.

Nesse sentido, foi elaborada pela EPE em 2021 a Nota Técnica sobre Hidrogênio Cinza, que aborda a rota tecnológica de produção de hidrogênio a partir de reforma a vapor de gás natural e inclui alguns dos principais aspectos econômicos, logísticos e tecnológicos.

Paralelamente, foi estabelecida uma cooperação técnica entre a EPE e o BEP (Programa de Energia para o Brasil – da sigla em inglês) do governo britânico, no âmbito da qual foram desenvolvidas duas Notas Técnicas: uma sobre Hidrogênio Azul e outra sobre Hidrogênio Turquesa. Tais documentos envolvem as rotas tecnológicas de produção de hidrogênio a partir de gás natural, com captura e sequestro de carbono (hidrogênio azul), e a partir de pirólise de metano sem emissão de CO2, com formação de coque (hidrogênio turquesa), respectivamente, avançando na compreensão dos custos e potencialidades para a produção de hidrogênio de baixo carbono no Brasil.

Ambas as iniciativas seguem o escopo do Programa Nacional de Hidrogênio (PNH2), cujas diretrizes têm como eixos temáticos, dentre outros, o planejamento energético e a cooperação internacional.

Destaca-se que, embora a parceria esteja centrada exclusivamente no hidrogênio de baixo carbono, por ser o elemento de comum interesse às partes, as demais iniciativas nacionais têm a neutralidade tecnológica por princípio e avaliam também outras rotas tecnológicas que se apresentam promissoras e que oferecem oportunidades para descarbonização quando examinadas sob uma perspectiva ampla.

Nesse sentido, a publicação dos estudos se insere em um conjunto de ações governamentais para desenvolver a economia do hidrogênio no Brasil, onde todas as rotas de produção e insumos merecem atenção, principalmente aquelas vias tecnológicas neutras ou de baixo carbono que contribuam para uma maior descarbonização da economia brasileira no futuro.

Ressaltamos que as publicações no site da EPE das três Notas Técnicas estão previstas para janeiro de 2022.

Site oficial: https://www.epe.gov.br/pt

Crédito:
Imprensa | EPE – Empresa de Pesquisa Energética

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
Sobre Ambiental Mercantil Notícias 3144 Artigos
AMBIENTAL MERCANTIL NOTÍCIAS é um canal exclusivo sobre ESG e Sustentabilidade, Economia Circular, Resíduos e Reciclagem, Saneamento, Energias Renováveis (Solar Eólica, Biogás e muito mais). Tudo sobre meio ambiente e tecnologias ambientais, cursos e eventos!