Evolução do tratamento da água; especialista aponta como o acesso à água de qualidade é essencial para a saúde populacional

Foto: Site Projesan
Foto: Site Projesan

Imagem: Divulgação | Os polímeros são uma das tecnologias de tratamento de água mais utilizadas atualmente e que proporcionam bastante segurança quanto à potabilidade

Novembro de 2022 – O tratamento da água está intimamente relacionado às questões de saúde. Como é sabido, quanto maior o acesso à água potável de qualidade de determinada população menor é a incidência de doenças, como diarreia, febre tifoide, hepatite A, leptospirose, cólera e infecções intestinais. Todas relacionadas também a falta de saneamento básico.

Neste contexto, o acesso à água potável figura como fator essencial para garantir a qualidade de vida e a saúde populacional.

A história mostra que existiam vários métodos de tratamento de água. Já em 2000 a.C as pessoas já estabeleciam métodos de tratamento, os primeiros métodos documentados vêm em artigos escritos por gregos que sugeriam aquecer a água fervendo-a e usando ao sol. Além disso, discutiam também métodos de filtragem da água usando cascalho e areia.

Hoje, no entanto, a evolução de pesquisas e tecnologia, permitiu que métodos mais eficazes e baratos fossem implementados no processo de tratamento de água. Um deles é o uso de polímeros, como explica Sandro Lofiego, Head de Especialidades da Projesan Water & Co®, empresa especializada no tratamento de água no segmento B2B.

De acordo com o especialista, os polímeros são uma das tecnologias de tratamento de água mais utilizadas atualmente e que proporcionam bastante segurança quanto à potabilidade.

“Os polímeros têm ação floculante, sendo derivados da cadeia do petróleo, mais especificamente da acrilamida”, explica. Em seu processo de tratamento de água, a Projesan, além dos polímeros, utiliza coagulantes inorgânicos e orgânicos, descolorantes, agentes alcalinizantes, entre outros químicos.”

Conforme explica Sandro, os polímeros utilizados em estações de tratamento de água podem ser classificados como aniônico, catiônico e não-iônico.

“A diferença entre eles está na densidade da carga do polímero, onde o polímero catiônico tem carga positiva, o polímero aniônico carga negativa e o polímero não iônico é considerado “sem carga” quando são dissociados em solução aquosa”, diz.

Os polímeros podem ser utilizados como auxiliares de floculação.

Quanto à saúde de quem irá consumir a água que passou pelo processo de tratamento com polímeros, Sandro explica que não há com que se preocupar, desde que o controle de qualidade esteja em dia.

“O uso de polímeros para o tratamento de água é seguro, pensando na saúde de quem irá consumir depois, contudo há questões importantes a se atentar. O produto, por exemplo, precisa ter o residual de acrilamida abaixo de 500 mg/kg. Para garantir, a portaria do MS 2914/11 exige o LARS conforme NBR 15.784/14 para determinar a dosagem máxima de uso para consumo humano”, destaca.

Para além do tratamento de água, o polímero floculante também é usado em processo de mineração, usina de álcool e açúcar, produção de papel, tratamento de água potável e tratamento de efluente, além de diversas aplicações em petróleo e têxtil, aponta o especialista.

Desde 2010, a Organização das Nações Unidas (ONU) reconhece a água como um direito humano, independente da condição social, econômica, cultural, de gênero ou etnia do indivíduo. Porém, o acesso à água tratada ainda não é uma realidade universal.

Cerca de 2,2 bilhões de pessoas em todo o mundo ainda vivem sem água tratada, de acordo com dados do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e da Organização Mundial da Saúde (OMS). Da mesma forma, o problema também atinge o Brasil, embora o abastecimento de água já beneficie 99,6 % das cidades brasileiras.

Hoje, a Projesan atua com empresas no setor de tratamento de água, papel e celulose e frigoríficos, entre elas estão a Sanepar e Aegea Saneamento. Com sede em Santa Catarina (SC), possui escritório em São Paulo e duas unidades fabris e dois centros logísticos localizados nas cidades de Gaspar (SC) e Capivari (SP).

Sobre a Projesan

A Projesan Water & Co®, empresa especializada no tratamento de água no segmento B2B, desenvolve soluções e produtos com o melhor custo-benefício para o tratamento de águas industriais e municipais. Para isso, investe em tecnologia e em seus laboratórios da ProjesanLab®, que é responsável pela pesquisa e desenvolvimento dos produtos químicos.

Para a logística dos produtos que comercializa, a Projesan oferece a ProjesanLog®, uma solução integrada que traz rapidez, flexibilidade e confiabilidade em cada entrega.

Com atuação no Brasil e América Latina, atualmente Projesan emprega 130 colaboradores, que atuam em suas duas unidades fabris e dois centros logísticos localizados nas cidades de Gaspar (SC) e Capivari (SP).

Site oficial: https://projesan.com

Crédito:
Imprensa | Projesan

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
Sobre Ambiental Mercantil Notícias 3402 Artigos
AMBIENTAL MERCANTIL NOTÍCIAS é um canal exclusivo sobre ESG e Sustentabilidade, Economia Circular, Resíduos e Reciclagem, Saneamento, Energias Renováveis (Solar Eólica, Biogás e muito mais). Tudo sobre meio ambiente e tecnologias ambientais, cursos e eventos!