A AMARSUL conta com a TOMRA para otimizar a sua produção e atingir as metas de reciclagem em Setúbal, Portugal

softelec
Material reciclável de entrada na Amarsul, Portugal
Material reciclável de entrada na Amarsul, Portugal

Imagem: Divulgação | A relação entre a TOMRA e a AMARSUL está bem estabelecida e o seu nível de cooperação é excelente

Publicidade
Publicidade
AMBIENTAL MERCANTIL

Portugal, Maio de 2023 – A AMARSUL, empresa localizada em Portugal e responsável pelo tratamento e valorização dos resíduos urbanos de 9 municípios da península de Setúbal, conta com as soluções avançadas da TOMRA há mais de 14 anos. Prova disso são as 8 unidades AUTOSORT® em funcionamento. Além disso, na sua recente remodelação em 2020, foi a primeira empresa do mundo a incorporar a tecnologia SHARP EYETM numa estação de tratamento de resíduos. Esta tecnologia, em combinação com o avançado sensor NIR da TOMRA, é a única capaz de distinguir materiais cuja composição é a mesma e que apenas diferem na viscosidade, como bandejas termoformadas PET vs. garrafas PET.

Portugal é um país muito avançado em termos de regulamentação da gestão de resíduos, embora haja ainda muito trabalho a fazer em muitas das centrais de triagem.

Mas na região de Setúbal encontramos um oásis: a empresa portuguesa AMARSUL, que com 26 anos de história é hoje responsável pelo tratamento e valorização dos resíduos urbanos de 9 municípios desta região. Em 2022, a empresa tratou 461 mil toneladas de resíduos, tendo recuperado 46 mil toneladas de recicláveis.

Divulgação | AMARSUL
Divulgação | AMARSUL

Desde 2009, a AMARSUL trabalha lado a lado com a equipe da TOMRA, o que lhe permitiu ter um dos processos mais avançados do país. Atualmente conta com 8 equipamentos AUTOSORT®, dois deles com tecnologia SHARP EYETM. Os novos equipamentos foram instalados em 2019, sua Unidade de Tratamento Mecânico de Resíduos Urbanos, em Palmela, que tem uma capacidade de cerca de 94 mil toneladas/ano de resíduos e em 2020 na Central de Triagem Automática de Embalagens, no Seixal, que tem uma capacidade de tratamento de cerca de 12 mil toneladas/ano.

As vantagens deste último desenvolvimento têm sido evidentes. Na instalação de RU em Palmela, todas as garrafas PET, PEAD, cartões para bebidas e alimentos (ECAL) e metais são triados numa única fração.

O AUTOSORT® com SHARP EYETM permite obter esta fração sem contaminação de PET termoformado, o que facilita o transporte de Palmela para o Seixal, e a sua posterior separação na unidade de triagem. A Central de Triagem do Seixal também processa a fração de embalagens leves provenientes da recolha seletiva, e graças ao seu AUTOSORT® com SHARP EYETM, a garrafa PET é automaticamente separada da bandeja de PET termoformado.

Uma relação baseada na confiança, no trabalho contínuo e na procura de resultados.

A relação entre a TOMRA e a AMARSUL está bem estabelecida e o seu nível de cooperação é excelente.

Foto: Pablo Barahona, Area Sales Manager para Espanha e Portugal da TOMRA Recycling Sorting;
Ana Teresa Henriques, Responsável pela Área de Produção da AMARSUL e Henriques David Rosa

“Na AMARSUL, algumas das nossas unidades estão a trabalhar numa base diária desde 2009. A estabilidade e durabilidade proporcionadas pelo AUTOSORT® é um fator chave para o sucesso da empresa. O nosso equipamento é flexível, pois permite-lhe modificar a sua tarefa de triagem. Juntos, redesenhámos o layout e o processo da fábrica, relocalizando o equipamento mais antigo e adicionando as tecnologias mais avançadas do mercado nas novas adições, para que a AMARSUL possa adaptar-se com sucesso às mudanças exigidas pelas especificações técnicas a qualquer momento”, explica Pablo Barahona, Area Sales Manager para Espanha e Portugal da TOMRA Recycling Sorting, especializada em linhas de tratamento de resíduos urbanos e reciclagem de plásticos.

Ana Teresa Henriques, Responsável pela Área de Produção, e Susana Silva, Responsável pela Area de Comunicação e Sensibilização da AMARSUL, explicam como decorreu a última remodelação da fábrica:

“Depois de muitos anos de relacionamento, tivemos a possibilidade de instalar no Centro de Triagem Automático de Embalagens, separadores óticos da TOMRA. Os seus equipamentos são muito fiáveis e eficientes, fáceis de operar e programar, e a empresa tem um excelente apoio técnico local. Como esperávamos, a TOMRA respondeu às nossas necessidades e aos objetivos que temos de cumprir”.

A AMARSUL instalou equipamentos com a combinação do AUTOSORT® da TOMRA com o SHARP EYETM, um conjunto perfeito que permite a identificação e classificação muito eficiente de materiais que antes eram difíceis de separar, como garrafas PET de bandejas PET termoformadas de camada única.

AUTOSORT® com SHARP EYETM, a tecnologia mais inovadora que torna o impossível possível

O AUTOSORT® é uma máquina flexível e bem conhecida. Pode separar qualquer polímero termoplástico (PET, PP, PVC, PS, LDPE, LPEBD, HDPE, materiais termoformados, moldados por sopro, etc.) e papel/cartão em frações de RSU, embalagens leves ou resíduos orgânicos. Também oferece um design compacto e é fácil de incorporar em novas fábricas ou adaptar-se a linhas existentes. Quando combinado com a tecnologia SHARP EYETM da TOMRA, lançada em 2018, garante uma melhor eficiência da luz e nitidez da triagem entre polímeros, facilitando a separação de frações que são realmente difíceis de classificar.

Divulgação | TOMRA Tecnologia exclusiva SHARP EYETM

“Na TOMRA, pensámos que esta aplicação, criada especificamente para os recicladores de PET, poderia melhorar a pureza deste material, sendo o ideal no caso das estações de tratamento de resíduos em Portugal. Tínhamos duas tecnologias-chave à nossa disposição. Em primeiro lugar, o melhor sensor NIR do mercado. Em segundo lugar, a tecnologia exclusiva SHARP EYETM, a única no mundo capaz de distinguir produtos fabricados por moldagem por sopro e injeção (garrafas) de materiais termoformados (tabuleiros) que diferem apenas pela sua viscosidade. De facto, neste momento, somos os únicos capazes de realizar esta tarefa sem recorrer à inteligência artificial, que tem a desvantagem de exigir atualizações permanentes”, afirma Pablo Barahona.

Mas, sem dúvida, para além da tecnologia, a chave do sucesso da AMARSUL é o serviço técnico.

“Na TOMRA, dispomos de um serviço técnico local de 8 técnicos para Espanha e Portugal, estrategicamente distribuídos por toda a Península Ibérica, o que nos permite resolver qualquer incidente rapidamente, a baixo custo e na língua dos nossos clientes. Especificamente, em Portugal, temos um técnico localizado em Lisboa que pode até prestar assistência na zona oeste de Espanha, se necessário”, diz Pablo Barahona.

Um antes e um depois

“Antes da instalação do equipamento SHARP EYETM, o material termoformado PET era encaminhado conjuntamente para a fração de garrafas PET. Isto tornava muito difícil a separação manual e recuperação do material. A alteração efetuada em 2020 permitiu-nos processar uma maior quantidade de material, bem como obtê-lo com menos contaminação. Em termos de evolução, em 2019 processamos cerca de 8.120 toneladas de material, com a possibilidade de atingirmos 11.976 toneladas em 2022″, explicou a AMARSUL.

TOMRA, uma ponte para o cumprimento da legislação e dos objetivos de reciclagem

As especificações técnicas de materiais em vigor exigem a recuperação separada da garrafa PET e das embalagens termoformada PET. Além disso, num esforço de melhoria contínua, foram recentemente publicadas as novas especificações técnicas de materiais de Portugal, que entrarão em vigor em junho de 2023 e que serão ainda mais exigentes, requerendo que centrais de triagem separarem o “plástico misto” em 3 frações (PP/Termoformado PET/Embalagens de outros plásticos). A boa notícia é que a TOMRA oferece a tecnologia para separá-los.

“O problema é que ainda existem muitas linhas obsoletas em termos de automação de processos em Portugal que não estão preparadas para cumprir as especificações. Isto obriga as estações de tratamento a terem necessariamente uma ou duas pessoas dedicadas à triagem para a correta separação das frações. As novas tecnologias, utilizadas nos pontos certos, permitem otimizar o processo, atingir elevados níveis de eficiência e pureza na recuperação do material e reduzir os custos operacionais. Especificamente, com o SHARP EYETM mais de 92% dos tabuleiros PET termoformados podem ser removidos da fração de garrafas PET e uma estação de triagem pode ser amortizada e utilizada noutro ponto da linha para outras tarefas”, diz Pablo Barahona.

O sucesso desta solução está assegurado. E como conclui Ana Teresa Henriques:

“A incorporação da mais recente tecnologia TOMRA ajuda-nos no cumprimento da legislação, na otimização dos processos e obter uma maior eficiência. Para além da identificação das necessidades em tempo real. Porque, mesmo que trabalhemos arduamente e da forma correta, os resultados podem não dar o salto de que necessitamos. Daí necessidade de melhoria dos procedimentos, tecnologias e equipamentos. Com a TOMRA tem sido mais fácil, uma vez que nos acompanharam em todas as fases do processo, disponibilizando-nos uma equipe técnica local profissional que está à nossa disposição para responder a quaisquer questões que possamos ter. Em suma, a nossa relação com a TOMRA foi sempre vantajosa para todos, porque desenvolveram novas soluções e apresentaram alternativas, mostrando-se um parceiro excecional e cooperante para alcançar objetivos comuns”.

Sobre TOMRA Recycling Sorting

TOMRA Recycling Sorting  concebe e fabrica tecnologias de triagem baseadas em sensores para a indústria global de reciclagem e tratamento de resíduos, com o objetivo de transformar a recuperação de recursos e criar valor a partir dos resíduos.

Foi a primeira empresa a desenvolver aplicações avançadas de triagem de resíduos e metais que utilizam tecnologia de infravermelhos próximos (NIR) de alta capacidade para obter o máximo valor dos recursos e manter os materiais dentro de um círculo de utilização e reutilização. Até à data, instalámos mais de 9.000 sistemas em mais de 100 países diferentes.

A TOMRA Recycling Sorting faz parte do Grupo TOMRA. Foi criada em 1972 com base numa ideia inovadora que começou com a conceção, produção e venda de máquinas de devolução de depósitos (DRS) para a recolha automática de recipientes de bebidas usados. Atualmente, está a liderar a revolução dos recursos para transformar a forma como os recursos do planeta são obtidos, utilizados e reutilizados para alcançar um mundo sem resíduos. As outras atividades da empresa são a TOMRA Food e a TOMRA Collection.

A TOMRA tem cerca de 105 000 instalações em mais de 100 mercados em todo o mundo e, em 2022, registou receitas totais de cerca de 12 mil milhões de coroas norueguesas. O grupo tem 5.000 funcionários em todo o mundo e está cotado na Bolsa de Valores de Oslo. A sede da empresa está localizada em Asker, na Noruega.

Para mais informações sobre a  TOMRA, visite o site oficial https://www.tomra.com.
Siga a TOMRA Recycling Sorting também nas redes sociais FacebookTwitterLinkedIn e Instagram.

Imprensa

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
Sobre Ambiental Mercantil Notícias 5242 Artigos
AMBIENTAL MERCANTIL é sobre ESG, Sustentabilidade, Economia Circular, Resíduos, Reciclagem, Saneamento, Energias e muito mais!