STADLER: Fortalecendo a Economia Circular e Sustentabilidade através da colaboração em toda a cadeia de valor

softelec
Foto: Centro de Testes e Inovação da STADLER na Eslovênia, Europa
Foto: Centro de Testes e Inovação da STADLER na Eslovênia, Europa

Altshausen, 24 de Novembro, 2023 – A STADLER Anlagenbau GmbH, empresa alemã globalmente ativa, especializada no planejamento, produção e montagem de plantas de reciclagem e triagem prontas para uso, vê uma economia circular funcional como um roteiro para lidar com o problema global de resíduos e esgotamento de recursos naturais. Para atingir esse objetivo, é essencial uma colaboração eficaz entre os diferentes elementos da cadeia de valor.

PRÊMIO INTERNACIONAL 2023

PRÊMIO INTERNACIONAL 2023

Ambiental Mercantil recebe prêmio de sustentabilidade ambiental 2023 pela renomada Build Magazine da Inglaterra

“A pressão para reduzir o desperdício, reciclar mais e avançar em direção a uma economia circular de ciclo fechado não tem precedentes”, afirma Willi Stadler, CEO do Grupo STADLER.

Foto: Julia Stadler, CDO do Grupo STADLER e Willi Stadler, CEO do Grupo STADLER

“Na STADLER, acreditamos que, para que haja progresso em direção a esse objetivo, a colaboração efetiva de todos os membros da cadeia de valor é essencial – isso significa o envolvimento e a coordenação de associações do setor, autoridades em nível local e governamental, a Comissão Europeia, institutos de pesquisa e universidades, designers e usuários de produtos e embalagens, fornecedores de plantas e tecnologias de triagem como nós e o setor de reciclagem como um todo. Como fabricante de instalações e equipamentos, a principal função da STADLER na cadeia é apoiar o setor de reciclagem com nossos sistemas de classificação de alto desempenho. Acreditamos que, ao fazer isso, podemos fazer uma grande diferença, atuando como um elo entre os principais elementos da cadeia de valor”.

A STADLER está constantemente buscando novas maneiras de ajudar o setor de reciclagem a expandir seu escopo e eficácia. Para isso, ela participa de projetos de pesquisa para explorar soluções para reciclar mais materiais de diferentes fluxos de resíduos.

“Trabalhar com parceiros, como universidades e institutos de pesquisa, fortalece significativamente nossa posição como fabricante de instalações e equipamentos. Isso impulsiona a inovação ao fornecer acesso à pesquisa e à experiência multidisciplinar. Dessa forma, nossos produtos podem ser aprimorados. Como a inovação é fundamental em nosso setor, esse é um fator muito importante”, explica Julia Stadler, CDO do Grupo STADLER.

As colaborações em toda a cadeia de reciclagem impulsionam o progresso em direção à economia circular

As colaborações de pesquisa da STADLER abrem novos caminhos em uma ampla gama de campos, ajudando também a desenvolver soluções para materiais que apresentam complexidade para o processo de reciclagem. Esse é o caso dos têxteis, que representam um desafio para a reciclagem devido à extrema variedade de materiais e, atualmente, são predominantemente incinerados ou enviados para aterros sanitários.

A STADLER projetou e construiu a primeira usina de resíduos têxteis mistos totalmente automatizada em escala industrial do mundo, na Suécia, e está ativamente envolvida em pesquisas adicionais. Ela está participando de projetos como o “EOL-Model”, no qual desempenha um papel fundamental nos testes realizados no Instituto de Tecnologia Têxtil (ITA) da Universidade RWTH Aachen, em colaboração com várias empresas ao longo da cadeia de reciclagem têxtil.

EnEWA - Encontro do Consórcio
Foto: EnEWA – Encontro do Consórcio

O projeto usa espectroscopia de infravermelho próximo (NIR) para analisar têxteis com foco em materiais mistos contendo poliéster. Amrei Becker, pesquisador do ITA, explica:

“Nossos testes foram possíveis graças à STADLER. Fomos apoiados na avaliação pelos funcionários experientes da empresa e, assim, pudemos mostrar que os espectros NIR de têxteis misturados realmente diferem e que diferentes misturas, por exemplo, poliéster e algodão, podem ser detectadas com precisão em baixas porcentagens”.

Projeto EnEWA no Centro de Testes e Inovação da STADLER
Foto: Projeto EnEWA no Centro de Testes e Inovação da STADLER

O papel é outro material que apresenta seus próprios desafios, e o trabalho da STADLER com a Universidade RWTH Aachen no projeto EnEWA, que começou em 2021, está contribuindo para desbloquear o potencial inexplorado de obtenção de papel reciclável a partir dos fluxos de embalagens leves, sobras e resíduos comerciais.

A STADLER também é muito ativa na pesquisa de outros setores, como o de resíduos plásticos, onde o processo está bem estabelecido, mas ainda apresenta um grande potencial para melhorias adicionais.

A STADLER é um dos 18 institutos de pesquisa, associações e parceiros industriais que participam do projeto ReVise-UP, financiado pelo Ministério Federal Alemão de Educação e Pesquisa (BMBF).

O objetivo do projeto, que teve início em setembro de 2023, é melhorar a eficiência do processo de reciclagem mecânica de resíduos de embalagens plásticas pós-consumo por meio do gerenciamento inteligente do fluxo de materiais. Ele usa tecnologias de sensores em linha para rastrear o caminho das embalagens plásticas após sua fase de uso.

Foto: ReVise-UP KickOff Meeting
Foto: ReVise-UP KickOff Meeting

O ReVise-UP pretende atingir seu objetivo desenvolvendo e demonstrando métodos de caracterização de fluxo de material baseados em sensores em escala industrial, com os fluxos de dados registrados destinados a criar incentivos para uma melhor coleta e qualidade de reciclagem.

A STADLER também está colaborando com a consultoria internacional RecycleMe com o objetivo de determinar a reciclabilidade das embalagens em uma aliança única ao longo da cadeia de valor da reciclagem. Por meio dessa parceria, o Centro de Testes e Inovação da STADLER na Eslovênia oferece aos clientes da RecycleMe a oportunidade de analisar o comportamento de classificação de suas embalagens em condições atuais e reais.

“Nossa cooperação com a STADLER nos permite realizar testes de classificação nas melhores condições, usando a tecnologia mais recente, simulando o processo de classificação na prática e com quantidades representativas de embalagens. Isso nos permitirá aumentar ainda mais a qualidade dos resultados em nossa análise de reciclabilidade e otimização de embalagens”, diz Sabrina Goebel, diretora administrativa da RecycleMe.

As embalagens plásticas de alimentos são outra área que apresenta desafios específicos para o processo de reciclagem, pois geralmente consistem em várias camadas de polímeros diferentes, cada uma contribuindo com uma funcionalidade específica para a embalagem geral. A forte ligação física dessas camadas significa que a separação no nível do polímero nem sempre é possível, o que dificulta a reciclagem mecânica.

Atualmente, a principal valorização dessas embalagens multicamadas é a incineração com recuperação de energia. A STADLER está participando de um novo projeto belgo, o Multi2Recycle (coordenado pela Pack4Food), para avaliar a reciclabilidade de materiais de embalagens flexíveis multicamadas para alimentos em função de sua composição e do prazo de validade resultante dos produtos alimentícios. O pensamento da cadeia de valor é fundamental para o projeto Multi2Recycle.

A abordagem abrangente da STADLER para a questão global dos resíduos plásticos vai além dos canais de coleta de resíduos estabelecidos. Em novembro de 2023, ela iniciou uma colaboração com a everwave, a start-up alemã com a missão de combater o lixo plástico em rios e oceanos. O objetivo é combinar as soluções da STADLER em engenharia de plantas com a abordagem abrangente da everwave para proteger o meio ambiente contra o desperdício, com foco em países emergentes e em desenvolvimento. Nessa colaboração, a STADLER desenvolverá e testará uma solução flexível para um contêiner de triagem móvel, a fim de estabelecer uma infraestrutura de baixo limiar para o gerenciamento de resíduos.

Desenvolvendo os especialistas do futuro

Trabalhar com universidades e escolas também é importante para a STADLER, não apenas como um acelerador de inovação, mas também como uma contribuição para o desenvolvimento dos especialistas do futuro. Essas iniciativas assumem diferentes formas, desde a realização de palestras e seminários até a criação de experiências de aprendizado práticas e envolventes.

A STADLER colabora com várias escolas em Altshausen, onde a empresa está sediada. Willi Stadler explica:

“Iniciativas como o nosso novo projeto conjunto “Wissensfabrik” – A Fábrica do Conhecimento – com a escola de ensino fundamental e médio Herzog-Philipp-Verbandsschule nos permitem oferecer às crianças e aos jovens uma compreensão das profissões STEM (ciência, tecnologia, engenharia e matemática). A maioria dos nossos aprendizes vem dessas escolas locais, e as crianças de hoje são os nossos especialistas de amanhã. É por isso que é tão importante apoiarmos as escolas locais e regionais. Os problemas e desafios ambientais devem ser abordados de uma forma orientada para o futuro e é assim que nós da STADLER agimos em tudo o que fazemos.”

Outro exemplo de colaborações educacionais é a Escola de Verão da STADLER

A primeira edição foi realizada no Centro de Testes e Inovação da empresa na Eslovênia, em setembro de 2023, em parceria com a Lindner Recyclingtech, a TOMRA Recycling e a STEINERT. Durante a sessão de 5 dias, os 15 estudantes participantes, provenientes de 7 universidades, tiveram a oportunidade de configurar e operar de forma independente uma cadeia de processos completa para converter o material de entrada em frações de produtos apropriadas.

“O compromisso dos alunos e de nossos parceiros com a inovação em tecnologia de classificação, eficiência de recursos e equipamentos de reciclagem tornou esse programa excepcional”, comenta Willi Stadler.

Uma abordagem abrangente para contribuir com a economia circular

As colaborações abrangentes da STADLER resultam de sua visão integral do roteiro para a economia circular, que ela acredita exigir a participação ativa e a coordenação dos diferentes participantes da cadeia de reciclagem.

“Quando 2023 termina e eu olho para trás e vejo o que conquistamos, fico orgulhoso do trabalho que a STADLER fez em colaboração com tantos grandes parceiros e instituições. Quero agradecer a todos eles por nos dar a oportunidade de fazer parte de todos esses projetos e trabalhar juntos para tornar a economia circular uma realidade”, conclui Willi Stadler.

Sobre a STADLER

STADLERⓇ dedica-se ao planejamento, produção e montagem de sistemas e componentes de triagem para a indústria de tratamento e reciclagem de resíduos sólidos em todo o mundo. Sua equipe de mais de 500 funcionários qualificados oferece um serviço completo personalizado, do projeto conceitual ao planejamento, produção, modernização, otimização, montagem, comissionamento, reformas, desmontagem, manutenção e assistência técnica de componentes para completar os sistemas de reciclagem e classificação.

Sua linha de produtos inclui separadores balísticos, correias transportadoras, peneiras giratórias e removedores de rótulos.

A empresa também é capaz de fornecer estruturas de aço e painéis elétricos para as plantas que instala. Fundada em 1791, a operação e estratégia desta empresa familiar são sustentadas por seu espírito de oferecer qualidade, confiabilidade e satisfação ao cliente, sendo um bom empregador e fornecendo forte apoio social.

Para mais informações, visite http://w-stadler.de/pt

Temas relacionados

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
Sobre Ambiental Mercantil Notícias 4813 Artigos
AMBIENTAL MERCANTIL é sobre ESG, Sustentabilidade, Economia Circular, Resíduos, Reciclagem, Saneamento, Energias e muito mais!