Aperam BioEnergia estimula a produção de mel no Vale do Jequitinhonha

softelec

Imagem: Divulgação – Projeto Apicultura – Aperam BioEnergia | Por meio do Projeto Apicultura e do apoio a iniciativas comunitárias, empresa fomenta atividade apícola em municípios de Minas Gerais

Publicidade
Publicidade
Equipamentos - STADLER GmbH

O Dia da Apicultura, em 17 de outubro, celebrou a atividade milenar de criação de abelhas para extração de mel, cera, geléia real, pólen e própolis. O mel é um dos principais produtos de origem animal produzidos e comercializados no mundo. Segundo dados da Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM) divulgados em 29 de setembro pelo IBGE, o Brasil produziu 51,5 mil toneladas de mel de abelha em 2020, valor 12% superior ao de 2019.

O Sul e o Nordeste são as principais regiões produtoras, em um ranking atualmente liderado por Paraná, Rio Grande do Sul, Piauí, Bahia,

São Paulo e Santa Catarina. Embora tenha uma produção muito inferior aos líderes mundiais – a China lidera o ranking global com 550 mil toneladas por ano -, o Brasil tem grande potencial de crescimento, já tendo sido o 11º maior produtor de mel, em 2017, de acordo com a Food and Agriculture Organization (FAO), e o 8º maior exportador, em 2014, conforme a Associação Brasileira de Exportadores de Mel (Abemel).

Minas Gerais é atualmente o 6º maior produtor do país, com 4,1 mil toneladas em 2020, e a apicultura mineira tem excelentes perspectivas de crescimento, devido ao incentivo do Estado e de empresas privadas, como a Aperam BioEnergia, produtora de carvão vegetal, tecnologia, mudas e sementes no Vale do Jequitinhonha.

Minas Gerais tem reunido diversas iniciativas para a ampliação e a profissionalização da apicultura, como o braço criado em 2019 dentro do Certifica Minas (Programa de Certificação de Produtos Agropecuários e Agroindustriais do Estado de Minas Gerais) e as capacitações a apicultores promovidas pelo Emater-MG, entre outras. Empresas como a Aperam BioEnergia têm sido outro vetor para o fortalecimento da atividade, que além de possibilitar a subsistência de muitas famílias e trazer ganhos para a economia local, tem um papel importante na preservação do meio ambiente e na manutenção da biodiversidade.

Como aponta o relatório da Plataforma Intergovernamental de Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos (IPBES) da ONU, em 2016, cerca de 76% da flora depende da polinização para se desenvolver e preservar a sua variabilidade genética. E as abelhas estão entre os agentes polinizadores mais eficazes.

Conforme dados do levantamento de 2019 da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, o município que lidera a produção de mel no Estado é Itamarandiba, no Vale do Jequitinhonha, onde ficam instalações da Aperam BioEnergia e grande parte de suas florestas renováveis de eucalipto. Ao visitarem as flores dessa árvore, as abelhas produzem um mel de coloração mais escura e sabor levemente refrescante, diferenciais do produto da região. Bocaiúva e Alvinópolis são a 2ª e a 3ª maiores cidades produtoras mineiras, respectivamente.

O Projeto Apicultura da Aperam BioEnergia existe desde 2006 e tem o objetivo de promover e apoiar iniciativas de utilização de florestas para a criação de abelhas, e com isso beneficia cerca de 140 pequenos produtores e suas famílias no Vale do Jequitinhonha.

A ação é desenvolvida em parceria com as associações de apicultores de Itamarandiba, Turmalina e Veredinha, municípios por onde se estendem as florestas renováveis de eucalipto cultivadas pela empresa. Além de manter os apiários, a empresa promove um workshop bianual sobre a atividade, reunindo cerca de 900 pessoas.

“Com o Projeto Apicultura e a seleção de iniciativas comunitárias nessa área, por meio do Edital de Projetos, buscamos gerar renda para os produtores e suas famílias nos municípios onde a Aperam BioEnergia atua”, explica Edimar de Melo Cardoso, diretor de Operações da empresa. “Com o apoio a essa atividade, garantimos a manutenção da biodiversidade em nossas florestas e agimos em parceria com as comunidades em prol do desenvolvimento sustentável no Vale do Jequitinhonha”, completa.

Daniel Fernandes, apicultor da Associação Apícola de Itamarandiba (APITA), fala da sua experiência em parceria com a empresa: “Sou um apaixonado pelas abelhas. Elas têm um papel muito importante na natureza e muita gente nem sabe. A apicultura é uma atividade que cumpre perfeitamente os pilares da sustentabilidade e fortalece nossa região. A profissionalização, apoiada pela Aperam BioEnergia, tem possibilitado a mais apicultores a melhoria da produção, e com isso boa parte deles consegue viver exclusivamente dessa atividade”.

Domingos Alves, da Associação de Apicultores de Veredinha (AAPIVER), também relata a importância da parceria: “A Aperam Bioenergia cede espaço para as colméias e é fundamental no processo de capacitação dos apicultores. Com a Casa do Mel, que ela nos ajudou a transformar em realidade, temos equipamentos e estrutura para um bom beneficiamento, o que agrega valor ao nosso produto”.

Já Rosa Maria Barbosa, presidente da Associação de Apicultores de Minas Novas (AAPIMN), explica a importância do fomento à atividade através do Edital de Projetos da empresa: “A produção vem crescendo principalmente depois que conquistamos recursos com o Edital de Projetos e conseguimos melhorar a estrutura. Hoje, vários associados têm a apicultura como atividade principal. Eles estão animados porque o preço do produto no mercado está bom. Além disso, não é uma atividade tão dependente de água, o que é muito positivo para a nossa região”, conclui.

Sobre a Aperam BioEnergia

A Aperam BioEnergia é uma empresa subsidiária da Aperam South America no Vale do Jequitinhonha (MG), que produz e comercializa carvão vegetal, tecnologia, mudas e sementes, a partir de florestas renováveis de eucalipto. O carvão vegetal produzido pela Aperam BioEnergia corresponde a 100% do combustível usado pela Aperam South America na produção de aços planos inoxidáveis, elétricos e carbono em sua planta industrial, localizada em Timóteo-MG, que possui capacidade produtiva total de 900 mil toneladas de aço líquido por ano. A partir de uma gestão baseada nos valores: liderança, inovação e agilidade, a Aperam South America consolida-se como líder no mercado brasileiro em seu segmento.

Desde 2011, integra o Grupo Aperam, segundo maior da Europa, composto de outras cinco plantas industriais na França e na Bélgica, cuja capacidade alcança 2,5 milhões de toneladas de placas de aço por ano.

Site oficial: https://aperambioenergia.com.br/

Crédito:
Imprensa | Aperam BioEnergia

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
Sobre Ambiental Mercantil Notícias 5039 Artigos
AMBIENTAL MERCANTIL é sobre ESG, Sustentabilidade, Economia Circular, Resíduos, Reciclagem, Saneamento, Energias e muito mais!