Exposição Wildlife Photographer of the Year – Fotógrafo de Vida Selvagem do Ano chega a São Paulo

softelec
Foto: "Luz fantástica" (Céu noturno e floresta iluminados por vagalumes em Tamil Nadu, Índia). Por Sriram Murali | Wild Photographer of the Year
Foto: "Luz fantástica" (Céu noturno e floresta iluminados por vagalumes em Tamil Nadu, Índia). Por Sriram Murali | Wild Photographer of the Year

Imagem: Divulgação | A partir de 28 de maio, o Memorial da América Latina abrigará mostra que reúne fotografias vencedoras do concurso do Museu de História Natural de Londres

Publicidade
Publicidade
CITER 2024 Piauí

Maio de 2024 – Pela primeira vez, a América Latina abrigará a exposição das fotografias vencedoras do concurso Wildlife Photographer of the YearFotógrafo de Vida Selvagem do Ano, promovido pelo Museu de História Natural de Londres (Natural History Museum). De 28 de maio a 25 de agosto, a mostra ocupará a Galeria Marta Traba do Memorial da América Latina, um dos principais centros culturais da cidade de São Paulo, graças ao esforço conjunto entre a Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Instituto Questão de Ciência (IQC), Fundação Editora da Unesp (FEU), e Memorial da América Latina, além do próprio Museu de História Natural.

Criado em 1965, o concurso é o mais prestigiado evento de fotografia global e expõe a obra de alguns dos melhores talentos fotográficos do mundo.

As imagens da mostra capturam o fascinante comportamento animal, espécies espetaculares e a impressionante diversidade do mundo natural. Além de despertar a curiosidade sobre o planeta e destacar a fragilidade da vida selvagem, o concurso utiliza o poder emotivo da fotografia para inspirar as pessoas a pensarem de forma diferente sobre sua relação com a natureza e a se tornarem defensoras do planeta.

Nesta edição, a competição atraiu uma expressiva quantidade de 49.957 inscrições de fotógrafos de todas as idades e níveis de experiência de 95 países. Durante uma semana intensa no Museu de História Natural de Londres, as imagens inscritas foram avaliadas anonimamente em sua criatividade, originalidade e excelência técnica por um painel internacional de especialistas da área.

Diretor do Museu de História Natural, Doug Gurr explica o propósito do concurso: “Estamos enfrentando crises de biodiversidade e clima, e a fotografia é um poderoso catalisador para a mudança. A exposição Wildlife Photographer of the Year revela algumas das imagens mais maravilhosas da natureza, oferecendo esperança e propondo ações ao alcance dos visitantes para ajudar a proteger o mundo natural”.

Os vencedores

A imagem vencedora do Grande Prêmio, intitulada “The Golden Horseshoe”, de Laurent Ballesta, mostra um caranguejo-ferradura acompanhado por um trio de dourados, nas águas protegidas da ilha de Pangatalan, nas Filipinas. É a segunda vez em três anos que Ballesta leva o Grande Prêmio. Na fotografia, a carapaça dourada do artrópode, uma espécie antiga altamente ameaçada, deslizando pelas águas escuras parece uma nave extraterrestre, o que surpreendeu os jurados.

Outros destaques das 19 categorias são as imagens “Life on the Edge” (A Vida no Limite), de autoria de Amit Eshel, vencedora da categoria Animals in their Enviroment (Animais em seu Ambiente), que testemunha o confronto dramático no penhasco entre dois íbex-da-núbia; e “Hipo Nursery” (Berçário de Hipopótomo), de Mike Korostelev, vencedora da categoria Under Water (Embaixo d´Água), que revela um hipopótamo e seus dois filhotes descansando nas águas cristalinas de um lago raso.

Todos os vencedores podem ser conhecidos aqui .

Cursos de fotografia e visitas

Durante o período da exposição, o evento oferecerá atividades extras para os frequentadores que realizarem inscrição prévia. Serão oferecidos cursos de fotografia e visitas guiadas com professores de ciências naturais e cientistas. Os cursos estão previstos para ocorrer uma vez ao mês, enquanto as visitas guiadas serão oferecidas durante o período em que a exposição estiver ativa.

Sobre o Wildlife Photographer of the Year

O concurso foi criado em 1965 pela revista BBC Wildlife, então chamada Animals. Em 1984, o Museu de História Natural se uniu à iniciativa, que, posteriormente, passou a ser de propriedade exclusiva da instituição. Atualmente voltada para fotógrafos de todas as idades e habilidades, a competição abre para inscrições todos os anos, no mês de outubro.

Sobre o Museu de História Natural de Londres

Uma das atrações mais visitadas do Reino Unido, o museu é uma fonte global de curiosidade, inspiração e alegria. A instituição tem como visão construir um futuro em que tanto as pessoas quanto o planeta prosperem e como objetivo ser um catalisador para a mudança. Site oficial:  https://www.nhm.ac.uk

Sobre a FEU

Braço editorial da Universidade, a Fundação Editora da Unesp tem apro­ximadamente 3 mil títulos publicados, 4 milhões de livros vendidos e 30 milhões de downloads de obras de autores nacionais e internacionais, clássicos e contemporâneos, nas mais diversas áreas do conhecimento. Site oficial: https://editoraunesp.com.br

Sobre a Unesp

A Unesp (Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”) é uma das maiores e mais importantes universidades brasileiras, com destacada atuação no ensino, na pesquisa e na extensão de serviços à comunidade. Criada em 1976, a partir da reunião de institutos isolados de ensino superior que existiam em várias regiões do estado de São Paulo, a Unesp tem 34 unidades em 24 cidades, sendo 22 no interior; uma na capital; e uma no litoral paulista. Site oficial: https://www2.unesp.br/portal

Sobre o Instituto Questão de Ciência (IQC)

Fundado em 2018, o IQC acredita que ciência e tecnologia formam os alicerces da vida contemporânea e, por isso, questões de ciência têm papel crucial na alocação responsável de recursos públicos ou privados.

Site oficial: https://iqc.org.br/

Sobre o Memorial da América Latina

O Memorial da América Latina é uma fundação pública multidisciplinar que nasceu há 35 anos, com a missão de ser um cerne de integração social, cultural e política dos países de língua latina e caribenha. Concebido pelo antropólogo e educador, Darcy Ribeiro, dentre suas múltiplas missões, o Memorial é Cátedra da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) e mantém em seu conselho curatorial as principais universidades paulistas, entre elas a Unesp. O conjunto arquitetônico, projetado por Oscar Niemeyer, ocupa 84.840 m2 ao lado do Terminal Barra Funda, em São Paulo. Ele é capaz de abrigar eventos de diversas expressões artísticas e culturais em suas praças, galerias e auditórios. Site oficial: https://memorial.org.br

Imprensa

Temas Relacionados

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
Sobre Ambiental Mercantil Notícias 5203 Artigos
AMBIENTAL MERCANTIL é sobre ESG, Sustentabilidade, Economia Circular, Resíduos, Reciclagem, Saneamento, Energias e muito mais!