Energias do Futuro #7:“Energia Solar em Cidades Inteligentes – O Futuro Sustentável e Tecnológico”

softelec
Thiago Bao Ribeiro é Advogado e colunista do canal AMBIENTAL MERCANTIL ENERGIAS, com publicações periódicas na sua coluna exclusiva ‘Energias do Futuro: Oportunidades e Desafios’.
Thiago Bao Ribeiro é Advogado e colunista do canal AMBIENTAL MERCANTIL ENERGIAS, com publicações periódicas na sua coluna exclusiva ‘Energias do Futuro: Oportunidades e Desafios’.

Imagem: Divulgação |  Por Thiago Bao Ribeiro, Advogado e sócio proprietário da Bao Ribeiro Advogados. Profissional de destaque no setor, é um apaixonado por inovação e energia renovável e colunista do editorial AMBIENTAL MERCANTIL ENERGIAS

PRÊMIO INTERNACIONAL 2023

PRÊMIO INTERNACIONAL 2023

Ambiental Mercantil recebe prêmio de sustentabilidade ambiental 2023 pela renomada Build Magazine da Inglaterra

Dezembro de 2023 – As cidades inteligentes representam a vanguarda do desenvolvimento urbano sustentável. Combinando tecnologia avançada e práticas ecológicas, elas oferecem uma visão promissora para o futuro. Um elemento chave nesta transformação é a energia solar, uma fonte de energia limpa e renovável. Este artigo explora como a energia solar está moldando o futuro das cidades inteligentes, ilustrando com exemplos de Fujisawa no Japão, Dezhou na China, e Babcock Ranch nos EUA.

As Cidades Inteligentes e a Revolução Sustentável

Cidades inteligentes, ou ‘smart cities‘, são projetadas para serem eficientes, econômicas e ecologicamente corretas. Elas utilizam tecnologias avançadas para melhorar a qualidade de vida dos habitantes e promover um desenvolvimento sustentável. Características típicas incluem:

  • Iluminação pública inteligente
  • Redes inteligentes de eletricidade e água
  • Sistemas de energia renovável, incluindo solar e eólica
  • Monitoramento ambiental para qualidade do ar e água
  • Transporte sustentável, como carros elétricos e ciclovias

Exemplos de Cidades Inteligentes no Brasil

Smart City Laguna, no Ceará

A Smart City Laguna é notável por ser a primeira cidade inteligente inclusiva do mundo. Situada em São Gonçalo do Amarante, no Ceará, a 55 km de Fortaleza e próxima ao litoral cearense, a cidade ocupa uma área de 330 hectares. A primeira etapa do projeto foi concluída em 2018, com a segunda etapa em andamento e previsão de conclusão iminente. Atualmente, a cidade conta com 364 casas prontas e mais de 200 famílias residindo, visando abrigar até 20 mil pessoas ao final do projeto.

Smart City Natal, no Rio Grande do Norte

Localizada também em São Gonçalo do Amarante, mas no estado do Rio Grande do Norte, a Smart City Natal está a apenas 20 km de Natal e 8 km do Aeroporto Internacional. Em uma área de 170 hectares, esta cidade inteligente está em construção, com previsão de conclusão em 2022. Já dispõe de 100 casas prontas, 66 em construção e mais de 70 famílias morando.

Smart City Aquiraz, no Ceará

A Smart City Aquiraz, lançada recentemente e situada a 20 minutos de Fortaleza, é planejada para 18 mil pessoas em uma área de 200 hectares. Com a primeira etapa já entregue em uma área de 44 hectares, a cidade já acolheu 60 famílias, e mais 140 casas estão atualmente em construção.

A Energia Solar como pilar das cidades do futuro

A energia solar está no centro da transição para cidades mais sustentáveis. Ela é prática, com baixa perda de energia e facilmente integrável em estruturas urbanas. Residências e edifícios equipados com painéis solares não só geram sua própria energia, mas também contribuem para a rede elétrica da cidade. Exemplos notáveis incluem:

Fujisawa, Japão

Esta smart city utiliza energia solar em residências e oferece incentivos para redução do consumo energético. O Fujisawa SST Council, um consórcio liderado pela Panasonic Corporation foi a empresa encarregada em 2014, do planejamento da Fujisawa Sustainable Smart Town (Fujisawa SST), uma cidade orientada para o futuro nos arredores de Tóquio. Site oficial: https://fujisawasst.com/EN/

Imagem: Vista aérea de Fujisawa, Japão (Panasonic | Business Wire)
Imagem: Fujisawa, Japão (Panasonic)
Imagem: Fujisawa, Japão (Panasonic)

Dezhou, China

Conhecida como a “cidade movida por energia solar, quase todos os telhados em Dezhou são equipados com painéis solares. Dezhou é uma cidadeno noroeste da província de Shandong, República Popular da China. Baixe o estudo de caso da IRENA (Internacional Renewable Energy Agency) em PDF.

Babcock Ranch, EUA

Projetada para ser uma cidade solar, com 300 mil painéis fotovoltaicos fornecendo energia limpa para os residentes. Site oficial: https://babcockranch.com .

Impacto Ambiental e Econômico

A adoção da energia solar em cidades inteligentes tem um impacto ambiental significativo. Comparada a fontes de energia tradicionais, como hidrelétricas, a energia solar reduz a necessidade de alterar grandes áreas de terra. Além disso, oferece uma solução de energia descentralizada, que pode ser gerada localmente, reduzindo a dependência de grandes usinas de energia.

Atualmente, as cidades são grandes consumidoras de energia elétrica e contribuem significativamente para as emissões de gases de efeito estufa. A transição para cidades inteligentes, com foco em energia solar, é vital para controlar as mudanças climáticas. A energia solar não só reduz a poluição, como também melhora a infraestrutura urbana e a qualidade de vida dos habitantes.

Considerações finais

As cidades inteligentes, impulsionadas pela energia solar, são um modelo para o futuro urbano sustentável. A combinação de tecnologia avançada e práticas ecológicas resulta em cidades mais eficientes e habitáveis. Exemplos como Fujisawa, Dezhou e Babcock Ranch demonstram o potencial imenso deste modelo. À medida que avançamos, a energia solar se destaca como uma solução chave para os desafios ambientais e energéticos enfrentados pelas cidades modernas.

Sobre o colunista

Adv. Thiago Bao Ribeiro
Adv. Thiago Bao Ribeiro

Thiago Bao Ribeiro é Advogado, sócio fundador da Bao Ribeiro Advogados. Possui com experiência em operações de fusão e aquisição de projetos de geração de energia renovável, assim como em questões regulatórias, concessões e leilões de energia incentivada. Atua em processos tributários representando empresas em assuntos envolvendo tributação municipal, estadual e federal. Tem experiência em governança corporativa e compliance, planejamento sucessório e patrimonial. Representa clientes em arbitragens nacionais em temas relativos à conflitos societários e de contratos de infraestrutura (LinkedIn). Site: https://baoribeiro.com.br | Redes Sociais: LinkedIn | Instagram

Todas as publicações de Thiago Bao Ribeiro podem ser acessadas neste link exclusivo:

Informamos que os conteúdos publicados pelos nossos colunistas são observações e reflexões pessoais e independentes, elaborados através das suas próprias opiniões, experiências e visão de mundo. Por isso, os conteúdos publicados são de responsabilidade dos mesmos; não refletindo, necessariamente, a opinião da redação da Ambiental Mercantil.

Crédito:
AMBIENTAL MERCANTIL ENERGIAS | Por Thiago Bao Ribeiro, colunista e colaborador

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
Sobre Ambiental Mercantil Notícias 4812 Artigos
AMBIENTAL MERCANTIL é sobre ESG, Sustentabilidade, Economia Circular, Resíduos, Reciclagem, Saneamento, Energias e muito mais!