Amazônia: um bioma que devemos cuidar e preservar

softelec

Imagem: Divulgação | A BibliON selecionou livros para que você possa entender a grande importância da região

Publicidade
Publicidade
AMBIENTAL MERCANTIL

Setembro de 2023 – Em 5 de setembro, celebra-se o Dia da Amazônia, um ecossistema que engloba a maior floresta tropical do mundo e representa uma das preciosidades mais significativas da humanidade. Esse bioma abrange uma extensão florestal de 4.196.943 milhões de km² e atravessa nove nações (Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guiana Francesa, Paraguai, Peru, Suriname e Venezuela), dos quais o Brasil detém a maior parcela, com 62% de seu território total.

A data surgiu como um meio de direcionar a atenção para essa localidade, tendo sido selecionada para prestar homenagem à criação da Província do Amazonas por D. Pedro II em 1850. O propósito primordial desse dia é sensibilizar a população quanto à devastação da floresta e demonstrar a viabilidade de promover o desenvolvimento sem precisar exaurir essa vital fonte de biodiversidade.

Em razão disso e para fomentar ainda mais a preservação desta maravilha natural, a BibliON – biblioteca digital gratuita de São Paulo – selecionou algumas obras sobre o tema.

Confira

O livro definitivo sobre a história da Amazônia do período pré-colombiano aos dias atuais, por um dos autores que melhor interpretou a região.  A Amazônia, que desde sempre atraiu viajantes e exploradores como um local desconhecido e misterioso, ocupa um lugar privilegiado na obra de Márcio Souza. Unindo suas perspectivas de sociólogo, historiador e crítico literário, ele se dedicou à tarefa de registrar esta História da Amazônia, abrangendo a totalidade de um território geográfico e histórico que se revela coerente em sua diversidade. Cobrindo desde o período pré-colombiano até os dias atuais, Márcio Souza trata de aspectos geográficos e antropológicos, valoriza a pluralidade étnica e vai além de favorecer a compreensão de um povo em sua dimensão geopolítica e cultural. Com esta obra, o autor não apenas preenche uma lacuna bibliográfica, mas reafirma a importância do resgate da memória da Amazônia, buscando aguçar o pensamento crítico dos leitores.

Com a bagagem de mais de quarenta anos de dedicação à cultura amazonense, Márcio Souza encarregou-se da tarefa monumental de reunir a mais recente pesquisa sobre a Amazônia e os índios da região, derrubando falsas ideias construídas por décadas de desinformação. Em capítulos curtos, de leitura fácil mas repletos de informação, Amazônia indígena fala das culturas primitivas da Amazônia, passando pelos horrores do processo colonial e dos sucessivos genocídios de indígenas que ocorreram na história do Brasil, até as atuais polêmicas ambientais. Os índios foram – e ainda são – bravos resistentes diante do poderio econômico e bélico das multinacionais e da destruição da floresta. Essencial para repensar a relação do Brasil com seus habitantes mais antigos, Amazônia indígena é uma densa e empolgante obra sobre o gigantismo da cultura dos índios e uma intensa reflexão sobre os rumos que o território amazônico está tomando.

Do que é feita a imensa floresta amazônica? Quando você pensa nela, o que imagina? E já pensou quais sons ouvimos ali? Lalau e Laurabeatriz pensaram em tudo isso junto, ao compor uma harmoniosa sinfonia. A cada página, encontramos um pedacinho da floresta, uma nota em cada animal, em cada planta, em cada gota de rio ou de chuva, em que cada ser que vive ali, real ou fantasiado. Todos no mesmo tom, em diálogo sonoro, mexendo com nossos sentidos e nos levando para dentro da selva, para os fundos de rios, para as copas de árvores e muito mais além, para os rios voadores. Quer ouvir, ver e e deixar-se levar por essa sinfonia?

Os pais de Hans vieram da Alemanha para montar uma ONG em Manaus, capital do Amazonas, para ensinar música para crianças e jovens. Durante sua adaptação ao novo país, o garoto irá se deparar com uma cultura bastante diferente da sua e ficará encantado com a biodiversidade da vida na floresta. No entanto, chamou sua atenção o fato de que diversas espécies de animais estão correndo risco de extinção. Com a ajuda de seus novos amigos, Hans vai descobrir que há muito a ser feito para ajudar na preservação da fauna e da flora da Amazônia.

Em narrativa ágil e precisa, o romance do antropólogo explora o lado sombrio dos mitos indígenas da Amazônia. Um antropólogo desembarca na Amazônia para estudar os mitos de um povo indígena e a misteriosa história do “apanhador de pássaros”. Aos poucos, o pesquisador vai se aproximando da descoberta – mas ela pode ter consequências desastrosas. Narrado com precisão e agilidade, Rio acima é um misto de Nove noites, o romance de Bernardo Carvalho em que um pesquisador mergulha na vida dos índios do Xingu, e de Coração das trevas, o clássico de Joseph Conrad em que o lento avançar por um rio selvagem revela um universo sombrio. Pedro Cesarino é um dos pesquisadores mais brilhantes de sua geração e mostra que é também um grande ficcionista, capaz de ombrear com os melhores da nova literatura brasileira.

Para utilizar o serviço gratuito, basta que os interessados acessem ou baixem o aplicativo BibliON, disponível no Google Play e na Apple Store e realizem um breve cadastro.

O usuário pode fazer empréstimos de até duas obras simultâneas, por 15 dias. A BibliON permite, ainda, ações como organizar listas, adicionar favoritos, compartilhar um livro como dica de leitura nas redes sociais, fazer reservas, ver histórico e sugerir novas aquisições. Por meio de princípios de gamificação, os associados conseguem acompanhar as estatísticas do tempo dedicado à leitura e participar de desafios.

O sistema de busca permite a  utilização de diversos filtros, como tema, autor, categoria ou título. É possível ler em dispositivos móveis, sem a necessidade de usar dados do celular, por meio do download prévio do título ou, ainda, ajustar o tamanho da letra e o contraste da tela; escolher diferentes modos de leitura para dia ou para noite e acionar a leitura em voz sintetizada, para saída em áudio do texto.

A BibliON, biblioteca digital gratuita de São Paulo, é uma iniciativa da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo sob gestão da SP Leituras.

Site oficial: http://www.biblion.org.br

Imprensa

Temas relacionados

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
About Ambiental Mercantil Notícias 5351 Articles
AMBIENTAL MERCANTIL é sobre ESG, Sustentabilidade, Economia Circular, Resíduos, Reciclagem, Saneamento, Energias e muito mais!