Governo do RJ e ABSOLAR celebram acordo para ampliação da energia solar no estado com novos recursos da ordem de R$ 80 milhões

. Na prática, são oferecidas modalidades sustentáveis de captação e geração de energia, geradas através de fontes renováveis como a solar, a eólica, de biomassa, hidrelétricas, entre outras.
. Na prática, são oferecidas modalidades sustentáveis de captação e geração de energia, geradas através de fontes renováveis como a solar, a eólica, de biomassa, hidrelétricas, entre outras.

Imagem: Divulgação | Cooperação busca atrair novos investimentos, gerar mais empregos e renda e criar mais oportunidades de negócios na região

Abril de 2022 – O governo do estado vai disponibilizar R$ 80 milhões para apoiar os projetos de energia solar e alavancar investimentos do setor, inserindo o estado na rota da geração de energia limpa. Os recursos ficarão em um fundo que está sendo estruturado pela AgeRio e, além de beneficiar produtores rurais, escolas, hospitais e casas populares, poderão ser utilizados no programa de revitalização dos condomínios industriais que será lançado em breve pelo governo.

A iniciativa foi acertada em reunião da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais com representantes da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), das concessionárias Light, Enel e Energisa, da Codin e AgeRio, além de empresários do setor.

Os novos recursos anunciados pelo governo do RJ são parte das iniciativas previstas no acordo de cooperação assinado no primeiro trimestre deste ano com a ABSOLAR.

O acordo visa a atrair novos investimentos para o território fluminense, gerar mais empregos e renda para a população e estimular o desenvolvimento de novas oportunidades de negócios para empreendedores, além de ampliar o acesso da energia solar a consumidores residenciais, setores produtivos, agronegócio e setor público do estado do Rio de Janeiro.

Dentre as prioridades de trabalho, destacam-se identificar empreendedores do setor solar interessados em investir no estado, compartilhar informações sobre o mercado solar fluminense, avaliar tendências de negócios, aprimorar o ambiente regulatório e legal, reforçar o relacionamento entre o estado e o setor solar e cooperar em eventos e ações conjuntas, dentro e fora do Brasil.

“Estimular a geração de energia solar faz parte do nosso compromisso com o desenvolvimento sustentável do Estado do Rio, que tem vocação para se tornar referência na transição energética do país para uma matriz mais diversificada e limpa. Além dos benefícios ambientais, a energia solar é barata e gera economia, empregos e renda para a população”, afirma o governador Cláudio Castro.

Segundo o presidente executivo da ABSOLAR, Rodrigo Sauaia, o acordo também prevê uma maior inserção da fonte solar na região, no sentido de diversificar a matriz elétrica estadual e assegurar o abastecimento energético para a população.

“Na prática, pretendemos intensificar e aprimorar a elaboração de projetos e programas públicos para o desenvolvimento da fonte solar. Assim, este acordo com o governo fluminense amplia a colaboração em prol do desenvolvimento social, econômico e ambiental da região”, reforça.

“Desde 2012, a geração própria de energia solar já proporcionou ao Rio de Janeiro a atração de aproximadamente R$ 1,9 bilhão em investimentos, geração de mais de 10,2 mil empregos e a arrecadação de mais de R$ 451,0 milhões aos cofres públicos”, acrescenta Sauaia.

Segundo dados da entidade, o estado do Rio de Janeiro possui atualmente 342,8 megawatts (MW) em operação de energia solar nas residências, comércios, indústrias, propriedades rurais e prédios públicos. A região possui 41.389 conexões operacionais, espalhadas pelos 92 municípios do estado. Atualmente, são 48.930 consumidores de energia elétrica que já contam com redução na conta de luz, maior autonomia e confiabilidade elétrica.

“Com esta parceria, o estado demonstra seu interesse em ampliar ainda mais o acesso e o uso da tecnologia fotovoltaica pelos consumidores em residências, comércios, indústrias, propriedades rurais e prédios públicos”, ressalta Camila Nascimento, coordenadora estadual da ABSOLAR no Rio de Janeiro.

“O setor está bastante otimista com a nova parceria e preparado para contribuir para a recuperação econômica sustentável do estado, ajudando também no atingimento dos compromissos de redução de emissões de gases de efeito estufa”, conclui Camila.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Cássio Coelho, colocar o estado na rota da energia limpa e da transição energética é da maior importância para a atração de novos investimentos.

“Estamos fazendo um esforço grande para atrair novos investimentos em energias renováveis, e a energia solar é fundamental para isso. Estamos com uma demanda crescente de empresas e empreendimentos vindo para o Rio de Janeiro e que podem ser beneficiados com a redução de custos que a energia solar oferece”, diz o secretário.

Sobre a ABSOLAR

Fundada em 2013, a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR) congrega empresas e profissionais de toda a cadeia produtiva do setor solar fotovoltaico com atuação no Brasil, tanto nas áreas de geração distribuída quanto de geração centralizada. A ABSOLAR coordena, representa e defende o desenvolvimento do setor e do mercado de energia solar fotovoltaica no Brasil, promovendo e divulgando a utilização desta energia limpa, renovável e sustentável no País e representando o setor fotovoltaico brasileiro internacionalmente.

Site oficial: https://www.absolar.org.br/

Crédito:
Imprensa | ABSOLAR

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
Sobre Ambiental Mercantil Notícias 2910 Artigos
AMBIENTAL MERCANTIL NOTÍCIAS é um canal exclusivo sobre o Meio ambiente e Tecnologias ambientais, ESG e Sustentabilidade, Energias Renováveis (Solar Eólica, Biogás e muito mais), Cursos e Eventos!