Fonte solar é destaque no Leilão de Energia Nova A-5 de 2022 com preço mais competitivo e segundo maior volume contratado

Energia solar fotovoltaica
Energia solar fotovoltaica

Imagem: Divulgação | Segundo avaliação da ABSOLAR, usinas fotovoltaicas aumentam protagonismo e poderiam liderar o certame, se não fosse “jabuti” da Eletrobras que obrigou a compra de tecnologias mais caras

Outubro de 2022 – A fonte solar foi um dos grandes destaques no Leilão de Energia Nova (LEN A-5 de 2022), realizado em 14/10 pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). As usinas fotovoltaicas foram as mais competitivas, com menor preço médio de venda, de R$ 171,41 por megawatt hora (MWh) e deságio de 38,7% frente ao preço-teto de R$ 280 MWh.

Segundo avaliação da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), a quantidade de energia contratada da fonte solar foi mais do que o dobro da eólica e quase o triplo da biomassa.

De acordo com a entidade, a tecnologia fotovoltaica poderia, inclusive, liderar o leilão, se não fosse o “jabuti” da lei da capitalização da Eletrobras, que obrigou a contratação de PCHs a preços-médios de venda 57% mais caros.

Os empreendimentos solares contratados pelo LEN A-5 de 2022 estão localizados na região Sudeste e Nordeste, nos estados de Minas Gerais e Paraíba. Foram arrematadas apenas quatro novas usinas da fonte, totalizando 200 MW de potência e os novos investimentos nesses projetos ultrapassam R$ 822,3 milhões. Mais de 80,7% da energia elétrica que será gerada pelas usinas de Minas Gerais e Paraíba serão destinadas às distribuidoras no Ambiente de Contratação Regulada (ACR). O restante da energia poderá ser negociado no Ambiente de Contratação Livre (ACL), onde os preços variam normalmente para cima, contribuindo para os resultados econômicos dos projetos.

Crédito: Divulgação

Para o presidente executivo da ABSOLAR, embora o resultado mostre mais uma vez a competividade da fonte solar, o volume de contratação está muito aquém das expectativas do setor e da própria necessidade do País.

“O setor fotovoltaico recebeu positivamente o aprimoramento de estratégia de contratação da fonte solar pelas autoridades, trazendo mais protagonismo para a tecnologia. Com isso, os principais beneficiários serão os consumidores brasileiros, já que, quanto mais energia solar contratada, menor o preço na ponta para os consumidores e para a sociedade”, comemora.

“Portanto, a fonte solar precisa ocupar cada vez mais espaço nos leilões, conforme ajustes nas diretrizes de contratação verificadas neste certame em particular. Estamos no caminho certo e o setor está pronto para contribuir com mais energia elétrica competitiva e limpa para o País continuar a crescer. A fonte solar é parte da solução e uma verdadeira locomotiva de geração de empregos, renda e oportunidades, aos cidadãos”, conclui o vice-presidente do Conselho de Administração da ABSOLAR, Márcio Trannin. 

Sobre a ABSOLAR

Fundada em 2013, a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR) congrega empresas e profissionais de toda a cadeia produtiva do setor solar fotovoltaico com atuação no Brasil, tanto nas áreas de geração distribuída quanto de geração centralizada. A ABSOLAR coordena, representa e defende o desenvolvimento do setor e do mercado de energia solar fotovoltaica no Brasil, promovendo e divulgando a utilização desta energia limpa, renovável e sustentável no País e representando o setor fotovoltaico brasileiro internacionalmente.

Site oficial: https://www.absolar.org.br/

Crédito:
Imprensa | Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR)

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
Sobre Ambiental Mercantil Notícias 3167 Artigos
AMBIENTAL MERCANTIL NOTÍCIAS é um canal exclusivo sobre ESG e Sustentabilidade, Economia Circular, Resíduos e Reciclagem, Saneamento, Energias Renováveis (Solar Eólica, Biogás e muito mais). Tudo sobre meio ambiente e tecnologias ambientais, cursos e eventos!