Alckmin foi apresentado aos projetos de biometano e unidade de recuperação energética (URE)

softelec
Unidade de Recuperação Energética de Maúá
Unidade de Recuperação Energética de Maúá

Imagem: Divulgação | Reunião realizada na planta do Grupo Lara, em Mauá, apresentou projetos de geração de biometano e unidade de recuperação energética (URE) ao vice-presidente da República e atual ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin.

Publicidade
Publicidade
Equipamentos - STADLER GmbH

Setembro de 2023 – O vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), Geraldo Alckmin, visitou a unidade da Lara Central de Tratamento de Resíduos Ltda na cidade de Mauá, localizada no Grande ABC, estado de São Paulo. Alckmin foi apresentado aos projetos de geração de biometano e a Usina de Recuperação Energética (URE).

“Foi muito importante para o grupo Lara ter a oportunidade de apresentar ao vice-presidente Alckmin os nossos projetos de expansão, com foco em geração de energia e combustível renovável. Nossa expectativa é captarmos R$2 bilhões nos próximos anos, para concretizarmos esses projetos.  Tenho certeza de que nossa experiência e compromisso com a sustentabilidade e inovação inspirará mais projetos relacionados à agenda ESG em todo o Brasil.”, afirma Leon Damo, CEO do Grupo Lara.

Projetos de Biometano

Com um olhar atento às inovações do setor, o Grupo conta também com projetos de purificação do biogás para a produção e utilização do biometano nas operações de São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo. Em 2024, serão investidos R$300 milhões para construção das usinas.

Com isso o Grupo Lara se tornará um dos maiores produtores de biometano do Brasil.

Usina de Recuperação Energia (URE)

O projeto da URE Mauá,  conta com licença aprovada pelo órgão regulador do estado, terá capacidade para a conversão de 3 mil toneladas de resíduos sólidos em 80 megawatts, atendendo aproximadamente 300 mil residências por mês. A usina será um complemento na gestão de resíduos realizada pela empresa há 34 anos em Mauá. A usina estará entre as cinco maiores do mundo.

No início de agosto, foi inaugurada em Pimpri Chinchiwad, na Índia, a primeira URE do Grupo Lara, tornando-a primeira empresa brasileira a ter esse tipo de tecnologia em operação. A usina possui capacidade de transformar até mil toneladas diárias de resíduos em 14 megawatts de energia elétrica limpa, que representa um avanço na gestão do lixo urbano, já que proporciona a utilização de uma tecnologia consagrada e largamente utilizada no hemisfério norte.

Sobre o Grupo Lara

O Grupo Lara atua em segmentos estratégicos como: gerenciamento de resíduos sólidos, tratamento de água e esgoto, geração de energia limpa, iluminação e saúde pública. Com mais de 30 anos de atuação e com aproximadamente 1.000 funcionários, o Grupo conta com onze empresas em seu portfólio espalhadas em várias regiões brasileiras. A companhia também tem presença na Índia com a Antony Lara e a Antony Lara Renewable Energyes, a primeira especializada em soluções de gerenciamento de resíduos e a segunda na geração de energia a partir desses resíduos.

Site oficial: https://www.laragrupo.com.br

Imprensa

Temas relacionados

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
Sobre Ambiental Mercantil Notícias 5039 Artigos
AMBIENTAL MERCANTIL é sobre ESG, Sustentabilidade, Economia Circular, Resíduos, Reciclagem, Saneamento, Energias e muito mais!