Energia solar nas residências ultrapassa R$ 56 bilhões de investimentos privados no País, diz ABSOLAR

softelec

Imagem: Divulgação | Segundo avaliação da entidade, o crescimento do uso da tecnologia fotovoltaica poderia ser ainda maior, se não fossem os entraves arbitrários impostos pelas distribuidoras de energia elétrica, que já causaram prejuízos de mais de R$ 3 bilhões nos últimos meses à geração distribuída

Publicidade
Publicidade
CITER 2024 Piauí

Setembro de 2023 – A energia solar nos telhados das residências acaba de ultrapassar a marca de 11 gigawatts (GW) de potência instalada, segundo mapeamento da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR). Os investimentos acumulados nos sistemas fotovoltaicos instalados nas coberturas das casas somam mais de R$ 56 bilhões no País.

Pela avaliação da entidade, crescimento do uso da tecnologia fotovoltaica poderia, porém, ser ainda maior, se não fossem os entraves arbitrários impostos pelas distribuidoras de energia elétrica, com mais de 3,1 mil pedidos de conexão cancelados e suspensos nos últimos meses, totalizando cerca de 1 gigawatt em sistemas solares represados pelas concessionárias no Brasil.

Com tais restrições, o prejuízo calculado pela ABSOLAR ultrapassa os R$ 3 bilhões ao Brasil.

Ainda assim, de acordo com a entidade, a tecnologia fotovoltaica está presente em mais de 1,5 milhão de residências espalhadas em 5.512 municípios, de todas as regiões brasileiras. As conexões abastecem atualmente cerca de 2 milhões de unidades consumidoras da classe residencial.

Do total de potência instalada de geração própria de energia solar no Brasil, incluindo residências, comércios, indústrias e propriedades rurais, hoje, com 23,5 GW, cerca da metade está presente nas casas brasileiras.

Para Leandro Martins, presidente da Ecori, distribuidora de equipamentos fotovoltaicos, a energia solar traz enormes benefícios e é um forte pilar do desenvolvimento social, econômico e ambiental do País.

“Com a urgente e necessária transição energética, que caminhe para uma matriz de baixo carbono, a energia solar torna-se, portanto, prioritária e estratégica no Brasil”, comenta Martins.

Segundo Ivan Sarturi, engenheiro da PHB, outra distribuidora de equipamentos fotovoltaicos no Brasil, a geração própria com a tecnologia fotovoltaica é, atualmente, a forma mais efetiva de democratização de energia aos brasileiros.

“Também, a energia solar fotovoltaica se apresenta como uma alternativa barata e limpa para atender às demandas de suprimento energético com o crescimento econômico e o advento de novas tecnologias, como a mobilidade elétrica e a internet 5G”, conclui o executivo.

Sobre a ABSOLAR

Fundada em 2013, a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR) é a entidade do Brasil que reúne todos os elos da cadeia de valor da fonte solar fotovoltaica e demais tecnologias limpas, incluindo armazenamento de energia elétrica e hidrogênio verde. Com associados nacionais e internacionais, de todos os portes, a entidade é fonte de informação e articulação em prol da transição energética sustentável do Brasil.

Site oficial: https://www.absolar.org.br

Imprensa

Temas relacionados

ANUNCIE COM A AMBIENTAL MERCANTIL
AMBIENTAL MERCANTIL | ANUNCIE NO CANAL MAIS AMBIENTAL DO BRASIL
Sobre Ambiental Mercantil Notícias 5109 Artigos
AMBIENTAL MERCANTIL é sobre ESG, Sustentabilidade, Economia Circular, Resíduos, Reciclagem, Saneamento, Energias e muito mais!